Dias de luta: Traços do cotidiano em Aracaju (1939-1945) DOI10.5216/o.v9i12.9445

Autores

  • Dilton Cândido Santos Maynard Universidade Federal de Sergipe
  • Andreza Santos Cruz Maynard Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v9i12.9445

Resumo

O artigo analisa aspectos da vida cotidiana em Aracaju durante a II Guerra (1939-1945). Focaliza as alterações promovidas pela inserção de novos produtos de higiene, a promoção de políticas eugênicas pela Estado Novo, a influência dos cinemas nas interpretações das razões e os envolvidos na Guerra, assim como as diversas apropriações dos espaços urbanos realizados pelos citadinos no período. Palavras-chaves: Estado Novo; Segunda Guerra; Cotidiano; Aracaju

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dilton Cândido Santos Maynard, Universidade Federal de Sergipe

Doutor em História pela Universidade Federal de Pernambuco. Professor Adjunto do Departamento de História da Universidade Federal de Sergipe. Membro do GET/UFS.

Andreza Santos Cruz Maynard, Universidade Federal de Sergipe

Mestre em História pela Universidade Federal de Pernambuco. Professora substituta do Departamento de História da Universidade Federal de Sergipe. Coordenadora da Especialização lato Sensu em Ensino de História Faculdade São Luís de França. Membro do GET/UFS.

Downloads

Publicado

01-04-2010

Como Citar

Maynard, D. C. S., & Maynard, A. S. C. (2010). Dias de luta: Traços do cotidiano em Aracaju (1939-1945) DOI10.5216/o.v9i12.9445. OPSIS, 9(12), 138–154. https://doi.org/10.5216/o.v9i12.9445