Contribuições das Empresas Juniores para a Formação Acadêmica na Visão dos Alunos da UDESC Joinville

Authors

  • Adelaide Maria Bogo Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Alan C. Schmitt UDESC
  • Rodrigo G. De Marco UDESC
  • Elisa Henning UDESC

Abstract

Existem questões que têm interessado a crítica quanto ao ensino de engenharia, especialmente os temas relacionados à unidisciplinaridade, à fragmentação de conteúdos e aos novos currículos. Questionam os críticos se a universidade está atendendo as demandas sociais e de mercado, assim, projetos de extensão como os de Empresas Juniores (EJs) são experiências que tentam resgatar eventuais lacunas entre o ensino tradicional e o mercado. Este estudo empírico elaborado com membros e egressos de EJs do Centro de Ciências Tecnológicas (CCT/UDESC), discute a questão da eficácia deste projeto na formação do discente visto sob a ótica destes acadêmicos. Utilizou-se questionários estruturados e a análise se deu por meio estatística descritiva. Os resultados indicam que, na opinião dos alunos, a participação na EJs foi fundamental para uma maior aceitabilidade no mercado de trabalho e que projetos desta natureza devem ser incentivados pela instituição de ensino.

Author Biographies

Adelaide Maria Bogo, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Formação em Ciências Contábeis e Mestrado em Ciências Contábeis, no Brasil. Doutoramento em Ciências Contábeis em Portugal, Un. Minho e Un. Aveiro, em curso. Área de atuação 'Controlo de Gestão na Responsabilidade Social Corporativa', Perícia Contábil, Contabilidade societária. Professora universitária em Ciências Contábeis.

Alan C. Schmitt, UDESC

Formado em Economia, mestre em Gestão e doutorando em Engenharia e Gestão Industrial na Un. Aveiro, Portugal. Professor universitário.

Rodrigo G. De Marco, UDESC

Aluno de Engenharia de Produção e Sistemas na UDESC/CCT/Joinville/Brasil.

Elisa Henning, UDESC

Formada em Matemática, Doutora em Engenharia de Produção pela UFSC. Professora universitária. Atua em conhecimentos que exijam matemática e estatística.

References

F. de M. S. Alves and J. N. Reinert, “PERCEPÇÃO DOS COORDENADORES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFSC SOBRE A MULTIDISCIPLINARIDADE,” Rev. da Avaliação da Educ. Super., vol. 12, pp. 685–702, 2007.

D. Mendes, “A pedagogia científica de Bachelard : uma reflexão a favor da qualidade da prática e da pesquisa docente,” Educ. e Pesqui., vol. 34, no. 2, pp. 361–370, 2008.

D. Ziliotto and A. Berti, “A aprendizagem do aluno inserido em empresa júnior,” Rev. Conex. UEPG, pp. 210–217, 2012.

M. C. Morosini, “Qualidade da educação universitária : isomorfismo , diversidade e eqüidade,” Interface - Comun. Saúde, Educ. [Periódico revisado por pares], vol. 5, pp. 89–102, 2001.

“Empresa Junior Joinville Consultoria e Projetos.”

M. M. Maciel, E. T. Barbosa, and M. N. Filho, “DO CONHECIMENTO ACADÊMICO ÀS PRÁTICAS EMPRESARIAS: O CASO DA EMPRESA JÚNIOR DE ADMINISTRAÇÃO DA UFPB,” in X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA, 2008, no. 1.

R. G. de Oliveira and C. A. G. Di Giorgi, “Princípios da cognição situada e as diretrizes curriculares nacionais para a formação de professores,” vol. 34, no. 3, pp. 360–368, 2011.

R. dos Santos, “COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS EM ALUNOS DE ENGENHARIA: ESTUDO DE EMPRESA JÚNIOR COMO FERRAMENTA DE INTEGRAÇÃO TEORIA-PRÁTICA,” Rev. LUGARES Educ., pp. 3–13, 2012.

C. Araújo, S. M. Wolf, and T. V. A. Ribeiro, “Empreendedorismo E Educação Empreendedora: Confrontação Entre A Teoria E A Prática,” Rev. Ciências da Adm., vol. 8, pp. 09–29, 2006.

S. M. Lewinski, L. A. Pilatti, J. L. Kovaleski, and A. C. Frasson, “Contribuição da Empresa Júnior para desenvolvimento das competências necessárias a formação de Engenheiros de Produção,” in XVI Simpósio de engenharia de produção, 2009, pp. 1–12.

A. S. Dederichs, D. Ph, J. Karlshoj, and K. Hertz, “Multidisciplinary Teaching : Engineering Course in Advanced Building Design,” J. Prof. Issues Eng. Educ. Pract., vol. 137, no. 1, pp. 12–19, 2011.

A. Y. Gaser, C. B. Hall, J. I. Uribe, and M. P. Fried, “The effects of Previously Acquire Skills and Sinus Surgery Simulator Performance. Otolaringol Head Neck Surg.,” vol. 133, pp. 525–530, 2005.

B. Nicolescu, M. E. Rosenberg, M. Random, P. Galvani, P. Paul, and M. F. De Mello, Educação e Transdisciplinaridade II, 2002nd ed. TRIOM, 2000.

N. HOTALING, B. B. FASSE, L. F. BOST, C. D. HERMANN, and G. R. FOREST, “A Quantitative Analysis of the Effects of a Multidisciplinary Engineering Capstone Design Course,” J. Eng. Educ., vol. 101, no. 4, pp. 630–656, 2012.

J. J. Márquez, M. L. Martínez, G. Romero, J. M. Pérez, M. Engineering, E. T. S. I. I. U. Politécnica, M. Upm, and C. J. Gutiérrez, “New Methodology for Integrating Teams into Multidisciplinary Project Based Learning *,” Int. J. Eng. Educ., vol. 27, 2011.

Published

22-12-2015