PRÁTICAS CONSERVACIONISTAS E RECUPERAÇÃO DE ÁREA DEGRADADA POR VOÇOROCA EM UMA PROPRIEDADE RURAL, NO MUNICÍPIO DE REGENTE FEIJÓ (SP)

Autores

Resumo

As áreas degradadas por voçorocas exigem a adoção das práticas conservacionistas, visando sua recuperação. Nesse sentido, este trabalho tem por objetivo apresentar e analisar os resultados de uma parceria entre pesquisadores, autores desta pesquisa, poder público e agricultores familiares, para mitigar os impactos de uma voçoroca instalada em uma propriedade rural, localizada no noroeste do município de Regente Feijó (SP), por meio das práticas conservacionistas. Os trabalhos de campo, realizados entre 2015 e 2017, o monitoramento de precipitação, entre julho de 2015 e julho de 2016, além da análise das imagens de satélite do Google Earth, entre 2015 e 2020, permitiram verificar a expansão da voçoroca e avaliar os resultados das práticas conservacionistas implementadas na área. A intervenção mecânica, mediante o aterramento da voçoroca, a construção de bacias de captação e terraços em toda a área, a posterior adoção das práticas edáfica (calagem do solo) e vegetativa (semeadura de gramíneas), garantiram a estabilização da voçoroca e seu entorno ao longo do período de análise. Portanto, apesar da grande alteração da paisagem e dos altos custos, a intervenção mecânica, desde que associada às práticas edáficas e vegetativas, pode ser adotada em áreas declivosas e em estágio avançado de degradação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Arquivos adicionais

Publicado

01-08-2021

Como Citar

Donaire de Santana, A., & Rodrigues Nunes, J. O. (2021). PRÁTICAS CONSERVACIONISTAS E RECUPERAÇÃO DE ÁREA DEGRADADA POR VOÇOROCA EM UMA PROPRIEDADE RURAL, NO MUNICÍPIO DE REGENTE FEIJÓ (SP). Geoambiente On-Line, (40). Recuperado de https://revistas.ufg.br/geoambiente/article/view/69189

Edição

Seção

Artigos