ESTUDOS DOS IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS APÓS A IMPLANTAÇÃO DO PROJETO DE IRRIGAÇÃO NO VALE DO SALITRE EM JUAZEIRO- BAHIA

  • Adzamara Rejane Palha Amaral Universidade do Estado da Bahia-(UNEB)

Resumo

O presente artigo buscou pesquisar informações e dados em estudos bibliográficos referentes aos impactos socioculturais e ambientais na comunidade do Vale do Salitre no município de Juazeiro- Bahia, após a implantação do Projeto de Irrigação Salitre. Pode-se perceber que, o projeto, acarretou mudanças estruturais; tais como: tamanho dos lotes, tipo de produção de alguns cultivos pelas famílias que residem neste local, bem como na dinâmica social, cultural e identitária dos moradores do distrito do Salitre que foram afetados pela implantação do projeto de irrigação agrícola para o cultivo de cana de açúcar, visto que, nesta comunidade rural, antes predominava a agricultura de subsistência. Depois da sua implantação e com a chegada da energia elétrica e das novas técnicas de cultivo para a irrigação, mudou o cenário natural e a própria rotina do lugar, bem como aumentaram os conflitos gerados entre a gestão e o uso racional da água do rio Salitre e São Francisco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adzamara Rejane Palha Amaral, Universidade do Estado da Bahia-(UNEB)
UNEB/DTCS/III

Referências

Referências Bibliográficas

ALMEIDA, J. J. G.; COSTA, F. R. (2014): “Análise dos impactos socioeconômicos e ambientais da agricultura irrigada no perímetro irrigado de Pau dos Ferros (RN)”. Em Revista Geografares, n°16, janeiro- junho de 2014, p. 22- 44.

AUGUSTO, L. G. S; et.al. (2012): “O contexto global e nacional frente aos desafios do acesso adequado à água para consumo humano”. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/csc/2012.v17n6/1511-1522/ Acesso em 21.07. 2018.

ANDERLMAN, S. et al. (2016): “Evaluating agricultural trade-offs in the age of sustainable development. United States”. Disponível em: htpp://www.elsevier.com/ locate/agsy. Acesso em 11.07.2018.

ARAÚJO, R. (2014): “Desertificação e convivência com o semiárido paraibano”. Campina Grande- PB.

BONFIM, M. C. S. (2017): “Impactos ambientais e sua inter-relação com a vulnerabilidade das comunidades rurais no Semiárido em Andorinha- BA”. Dissertação do Programa de Mestrado em Ecologia Humana e Gestão Socioambiental (PPGEcoH). Universidade do Estado da Bahia- UNEB. Paulo Afonso.

CAMPELO, M. J. et al. (2013): “Macrófitas aquáticas nas áreas do projeto de integração do rio São Francisco”. Em SIQUEIRA FILHO, J. A. De. (Org.) Flora das Caatingas do Rio São Francisco. História Natural e Conservação. Rio de Janeiro – RJ: Andrea Jakobsson Estúdio, Universidade Federal do Vale do São Francisco- UNIVASF, p. 194- 229.

CIRILO, J. A. (2015): “Crise hídrica: desafios e superação”. Na Revista USP São Paulo n . 106 p . 45-58 • julho/agosto/setembro. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/110102/108685. Acesso em 06.08.2018.

COMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA DO SÃO FRANCISCO (CBHSF) (2016). Disponível

em: www.cbhsf.org.br. Acessa em 30.07.2018.

COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA (2009-2013): “Dados do Projeto Salitre, 2009, 2013”. Disponível em: http://www.codevasf.gov.br/licitacoes/6a-superintendencia-regional-juazeiroba/concorrencia/edital-18-2009-venda-de-lote-salitre/. Acesso em 30.04.2018.

CUNHA, T. J. F. et al. (2015): “O uso atual e ocupação do solo sob irrigação no perímetro irrigado do Projeto Salitre Juazeiro- BA”.

FRANCO, I. O.; GUILHERME, F. A. G.; SOARES, C. B. G. (2017): “Agricultura irrigada e recursos hídricos: espacialização de pivô central no município de Paraúna”, Goiás.

KAKOTY, S. (2017): “Ecologia, sustentabilidade e sabedoria tradicional”. México. Disponível em: www.elsevier .com / localizar / jclepro. Acesso em 20.05.2018.

KILL, L. H. P; LIMA, P. C. F. (2011): “Plano de Manejo para Espécies da Caatinga Ameaçadas de Extinção na Reserva Legal do Projeto Salitre. Embrapa Semiárido Petrolina- PE”. Disponível em: <https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/916733/1/SDC243.pdf > Acesso em 23.07.2018.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (2001): “Sistema IBGE de

recuperação automática”. Banco de dados agregados. Brasília. Disponível em: <http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/protabl.asp>. Acesso em: 29.04.2018.

LIMA, J. E. F. W; FERREIRA, R. S. A; CHRISTOFIDIS, D. (2014): “O uso da irrigação no Brasil”. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/228716436 Acesso em 21.07.2018.

MAURO, C. A. D. (2014): “Conflitos pelo uso da água”. No Caderno Prudentino de Geografia, Presidente Prudente, n.36, Volume Especial, p. 81-105. Disponível em: http://revista.fct.unesp.br/index.php/cpg/article/view/3174/2679 Acesso em 21.07.2018.

OLIVEIRA, L. M. L. de. ; SOUZA, R. C. de A. (2014): “Impactos socioambientais da irrigação no submédio São Francisco, municípios de Juazeiro e Petrolina”. No XIII SEPA - Seminário Estudantil de Produção Acadêmica, UNIFACS, Salvador. Disponível em: http://www.revistas.unifacs.br/index.php/sepa. Acesso em 28.04.2018.

PESSOA, Z.B. (2013): “Efetivação do enquadramento de corpos d’água para fins de consumo humano em regiões semiáridas: avaliação conforme resolução CONAMA 357/2005 e portaria MS 2914/2011”.Dissertação do Programa de Mestrado em Meio Ambiente ,Água e Saneamento. Universidade Federal da Bahia (UFBA). Salvador.

PEDROSA. V. DE. A. (2017): “Solução de conflitos pelo uso da água”. Serra- ES.

REFLORA. “Consulta pública do herbário virtual”. Disponível em: http://reflora.jbrj.gov.br/reflora/herbarioVirtual/ConsultaPublicoHVUC/ResultadoDaConsultaNovaConsulta.do. Acesso em 23.08.2018.

SANTOS, B. de S. (2013): “Pela Mão de Alice– o social e o político na pós modernidade”. 14. ed. São Paulo: Cortez Editora.

SILVA, É. D. C. (2013): “Da passadeira ao canal de concreto: a agricultura e as mudanças no modo de vida da população do Vale do Salitre”. Monografia de Graduação em História. Universidade de Pernambuco. Petrolina- PE.

SILVA, T. J. J.; FERREIRA, M. O.; LIMA, J. R. F. (2015): “Desempenho exportador da manga e uva brasileira no comércio internacional: uma análise entre o período de 2003 a 2013”.

75 f. Dissertação do Mestrado em Ciências Econômicas. Universidade Federal de

Pernambuco, PPGECON. Caruaru.

SILVA, J. S. M de. (2016): “Samba de Véio: interações e sentidos de uma simbologia identitária na iIha do Massangano”. Juazeiro- BA.

SOUZA, J. (2014): “Meio ambiente e prática cultural na comunidade quilombola do Varzeão no Vale do Ribeira”. Curitiba- Paraná.

Publicado
31-05-2019
Como Citar
Palha Amaral, A. (2019). ESTUDOS DOS IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS APÓS A IMPLANTAÇÃO DO PROJETO DE IRRIGAÇÃO NO VALE DO SALITRE EM JUAZEIRO- BAHIA. Geoambiente On-Line, (33), 20. https://doi.org/10.5216/revgeoamb.v0i33.55034
Seção
Artigos