USO DE MEMORANDOS ELETRÔNICOS PARA REDUÇÃO DO USO DE PAPEL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

Autores

  • Douglas Felipe Hoss Universidade Comunitária da Região de Chapecó
  • Fernando Severino Demozzi Universidade Comunitária da Região de Chapecó
  • Sideney Becker Onofre Universidade Comunitária da Região de Chapecó
  • Josiane Maria Muneron de Mello Universidade Comunitária da Região de Chapecó

DOI:

https://doi.org/10.5216/revgeoamb.v0i35.54498

Resumo

Para cada documento produzido nas tarefas administrativas em uma instituição de ensino superior é necessário imprimir no mínimo uma folha de papel A4. Este estudo teve como objetivo mensurar o número de folhas de papel que deixaram de ser impressas após a modificação da utilização de memorandos eletrônicos de forma física (impressa) para digital. O estudo de caso foi realizado na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). O levantamento dos dados foi realizado de forma quantitativa, obtidos através de relatórios emitidos no sistema de gestão de processos e documentos. Obtiveram-se dados entre janeiro de 2014 até dezembro de 2017. Foram emitidos 26.887 memorandos eletrônicos, sendo 335.201 folhas vinculadas a esses documentos, sendo que destas, 13.060 folhas dispensaram a necessidade de impressão. Estima-se que entre os anos de 2018 e 2019 sejam economizadas 66.898 folhas utilizando memorandos eletrônicos de forma digital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas Felipe Hoss, Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Mestrando em Tecnologia e Gestão da Inovação

Fernando Severino Demozzi, Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Mestrando em Tecnologia e Gestão da Inovação

Sideney Becker Onofre, Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Prof. Dr. do Programa de Pós Graduação em Tecnologia e Gestão da Inovação

Josiane Maria Muneron de Mello, Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Prof. Dra. do Programa de Pós Graduação em Tecnologia e Gestão da Inovação

Referências

CARVALHO, A. L. Impressão de papel em frente e verso: Redução no consumo de papel na UNIMEP. In: IX SIMPÓSIO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO, 9, 2011. Piracicaba, São Paulo. Anais... Piracicaba: UNIMEP, 2011. p. 1-3.

D’AGOSTIN, A. BECEGATO, V. A.; BAUM, C. A. Revisão sobre técnicas e tratamentos de águas para reuso doméstico. Revista Geoambiente On-line, n. 28, jan-jul, p. 18-32, 2017.

FONSECA, R. A.; LIMA, A. B.; REZENDE, J. L. P.; NAZARETH, L. G. C.; SANTIAGO, T. M. O. Produção mais limpa: Uma nova estratégia de produção. In: X SIMPÓSIO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO E TECNOLOGIA, 10, 2013. Resende, Rio de Janeiro. Anais... Resende: AEDB, 2013. p. 1-11.

FOLETO, E. M. O contexto dos instrumentos de gerenciamento dos recursos hídricos no brasil. Revista Geoambiente On-line, n. 30, jan-abril, p. 39-59, 2018.

FURLEY, T. H.; LOMBARDI, J. B.; GOMES, A. S. S. Principais fontes e impactos da ecotoxicidade de efluentes de celulose e papel. Revista O papel, v. 76, n. 3, p. 51-56, 2015.

HUANG, T. T.; SARTORI, V. C. Estudo sobre remaanufatura de cartuchos de toner de impressora de duas faculdades da UNICAMP. Revista Ciências do Ambiente On-line, v. 8, n. 2, p. 2-6, 2012.

LACERDA, J. S. de. Afinal, quanto carbono uma árvore sequestra?, Rio de Janeiro, RJ, 2009. Disponivel em: <http://www.oeco.com.br/convidados/64-colunistas-convidados/23034-afinal-quanto-carbono-uma-arvore-sequestra>. Acesso em: 07 maio. 2018.

MOTA, T. B.; OLIVEIRA JÚNIOR, A. M. C.; FREITAS, A. F. Desenvolvimento e uso de um software de gestão sob a ótica das dimensões organizacional, tecnológica e humana em empresas públicas. Navus Revista de Gestão e Tecnologia. v. 6, n. 3, p. 70-87, 2016.

NEGRI, E. L. Balanço de carbono na produção de papel e celulose – estudo de uma empresa da região sudeste. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Universidade Metodista de Piracicaba, Santa Bárbara D’Oeste, 2008.

OLIVEIRA NETO, G. C.; SHIBAO, F. Y.; GODINHO FILHO, M.; CHAVES, E. C. Produção mais limpa: Estudo da vantagem ambiental e econômica na reciclagem de polímeros. Revista Interciencia. p. 363-372, 2015.

PAVANATI, A.; SOUZA, J. M. B.; NUNES, H.; COELHO, A. Documentos digitais na gestão universitária: O certificado digital como garantia de segurança, origem e integridade. In: XVII Colóquio Internacional de Gestão Universitária, 17, 2017, Mar de Plata, Província de Buenos Aires. Anais… Mar de Plata: 2017. p. 1-10.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. F. Metodologia do trabalho científico: Métodos e técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2 ed. Novo Hamburgo: Ed. Feevale, 2013.

SANTOS, M. L.; BARBOSA, W. A.; KÖLLN, M. Programa de extensão Teia/UFV: Formação universitária para uma ecologia de saberes. Educação em Revista. v. 29, n. 4, p. 69-98, 2013.

TEIXEIRA, R. S.; SOUZA, R. O. L.; VASCONCELLOS, C. A. B. Percepção de alunos de escolas públicas sobre reciclagem: ferramentas de iniciação a educação ambiental. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental. p. 1174-1182, 2015.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS). Manual do Memorando Eletrônico da UFFS. Chapecó, SC, 2018a. Disponível em: <https://www.uffs.edu.br/institucional/secretarias/especial_de_tecnologia_e_informacao/gestao-documental/manuais-e-recomendacoes/manual-para-cadastro-do-memorando-eletronico-no-sgpd/@@download/file>. Acesso em: 21. abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS). Cargos ocupados e vagos. Chapecó, SC, 2018b. Disponível em: <https://www.uffs.edu.br/institucional/pro-reitorias/gestao-de-pessoas/cargos-ocupados-e-vagos>. Acesso em: 23. abr. 2018.

WACHHOLZ, C. B.; CARVALHO, I. C. M. Indicadores de sustentabilidade na PUCRS: Uma análise a partir do projeto rede de indicadores de avaliação da sustentabilidade em universidades latino-americanas. Revista Contrapontos. p. 279-296. 2015.

Arquivos adicionais

Publicado

2019-12-28

Como Citar

HOSS, D. F.; DEMOZZI, F. S.; ONOFRE, S. B.; MUNERON DE MELLO, J. M. USO DE MEMORANDOS ELETRÔNICOS PARA REDUÇÃO DO USO DE PAPEL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR. Geoambiente On-line, Goiânia, n. 35, p. 218–228, 2019. DOI: 10.5216/revgeoamb.v0i35.54498. Disponível em: https://revistas.ufg.br/geoambiente/article/view/54498. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos