[1]
M. H. Lentsck, C. Pilger, E. P. Schoereder, K. H. Prezotto, e T. A. de F. Mathias, “Prevalência de sintomas depressivos e sinais de demência em idosos na comunidade”, Rev. Eletr. Enferm., vol. 17, nº 3, abr. 2016.