Crônica de uma pandemia: confinamento em Castelló de la Plana, Espanha

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/sec.v24.66070

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa iniciada na esteira da declaração do estado de alarme na Espanha (Real Decreto [RD] No. 463/2020, de 14 de março) depois da Organização Mundial da Saúde (OMS) ter declarado a doença por coronavírus 2019 (COVID-19) uma pandemia em 11 de março de 2020. Esse decreto limitava a livre circulação das pessoas, bem como o direito de reunião, tanto em lugares públicos quanto privados, além de impor a obrigatoriedade de manter uma distância de segurança entre os indivíduos e a limitação da capacidade daqueles estabelecimentos que permaneceram abertos, entre outras medidas. Tudo isso pressupôs mudanças nas rotinas diárias, mas também na paisagem urbana, e despertou meu interesse na aceitação do estado de alarme e suas consequências. Para levar a pesquisa a cabo, realizei quatro entrevistas em grupo (adolescentes, jovens adultos, mulheres e adultos, em sua maioria residentes em Castelló de la Plana, Espanha) durante a terceira e a quarta semanas de confinamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Reis Lloría Adanero, Universitat de València, València, España

Profesora asociada en la Universitat de València y en la Universitat Jaume I de Castelló, Castelló de la Plana, España. Licenciada en Filosofía y letras por la Universitat Autònoma de Barcelona, España (especialidad Antropología). Doctora por la Universitat de València, España, Programa de doctorado en Ciencias Sociales, del Trabajo y de los Recursos Humanos.  

Publicado

08-09-2021

Como Citar

Adanero, R. L. (2021). Crônica de uma pandemia: confinamento em Castelló de la Plana, Espanha. Sociedade E Cultura, 24. https://doi.org/10.5216/sec.v24.66070

Edição

Seção

Dossiê: Ciências Sociais e Covid-19