Os pobres e a luta popular como lugar epistêmico-político

Resumo

Apresento, neste trabalho, a partir de uma avaliação do potencial político e epistêmico das contribuições do Cristianismo da Libertação e da Teologia e Filosofia da Libertação, um olhar sobre alguns de seus principais conceitos cuja análise pode servir atualmente em nossa região latino-americana para o diálogo entre os movimentos populares e pelo debate das Ciências Sociais que se comprometem com eles. Esses conceitos são os de Pobres, Pessoas e Praxis e Sabedoria Popular. Também proponho três diálogos dentro da grande multiplicidade de possibilidades: com o socialismo indo-americano de Mariátegui; com o peronismo revolucionário; e com as propostas do Papa Francisco. Concluo destacando algumas das principais questões para esses diálogos, contidos na profunda relevância dessas questões de libertação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Félix Pablo Friggeri, Universidad Federal de la Integración Latinoamericana, Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil

Professor Adjunto na Universidade Federal da Integração Latino-americana. É Coordenador do Mestrado em Integração Contemporánea em América Latina e Coordenador local no Doctorado Interinstitucional em Relações Internacionais (UNILA-PUC Rio de Janeiro). Possui doutorado em Ciencias Sociales, Universidad Nacional de Entre Ríos, Concepción del Uruguay, Argentina.

Publicado
05-08-2020
Como Citar
Friggeri, F. P. (2020). Os pobres e a luta popular como lugar epistêmico-político. Sociedade E Cultura, 23. https://doi.org/10.5216/sec.v23i.59802
Seção
Dossiê: Cristianismo da libertação e teologia da libertação na América Latina