Comportamento eleitoral nas eleições suplementares para prefeito no Brasil (2013-2015)

Palavras-chave: eleição suplementar, abstenção, voto inválido, voto em branco, voto nulo

Resumo

 O artigo aborda as 113 eleições suplementares para prefeito, realizadas no Brasil, no período 2013-2015, com a intenção de analisar o comportamento dos eleitores. Compara os índices de abstenção, de votos inválidos (em branco e nulos) com os da disputa anulada para verificar se a disposição do eleitorado se manteve ou se alterou, assim como apreciar de que modo se deram as eventuais mudanças. Os resultados indicam o aumento da abstenção e dos votos nulos, mas a redução dos votos inválidos e dos em branco. As fontes principais são o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o portal G1, para obter as informações sobre os resultados dos pleitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alvaro Augusto Borba Barreto, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil

Professor do Programa de Pós-graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.

Bruno Souza Garcia, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil

Doutorando e mestre em Ciência Política na Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.

Publicado
18-05-2020
Como Citar
Borba Barreto, A. A., & Souza Garcia, B. (2020). Comportamento eleitoral nas eleições suplementares para prefeito no Brasil (2013-2015) . Sociedade E Cultura, 23. https://doi.org/10.5216/sec.v23i.55590
Seção
Artigos Livres