Comportamento eleitoral nas eleições suplementares para prefeito no Brasil (2013-2015)

Palavras-chave: eleição suplementar, abstenção, voto inválido, voto em branco, voto nulo

Resumo

 O artigo aborda as 113 eleições suplementares para prefeito, realizadas no Brasil, no período 2013-2015, com a intenção de analisar o comportamento dos eleitores. Compara os índices de abstenção, de votos inválidos (em branco e nulos) com os da disputa anulada para verificar se a disposição do eleitorado se manteve ou se alterou, assim como apreciar de que modo se deram as eventuais mudanças. Os resultados indicam o aumento da abstenção e dos votos nulos, mas a redução dos votos inválidos e dos em branco. As fontes principais são o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o portal G1, para obter as informações sobre os resultados dos pleitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alvaro Augusto Borba Barreto, Universidade Federal de Pelotas

Pós-doutor em Ciência Política (ISCSP-Universidade de Lisboa). Doutor em História. Professor do Programa de Pós-graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Pelotas.

Bruno Souza Garcia, Universidade Federal de Pelotas

Doutorando e mestre em Ciência Política na Universidade Federal de Pelotas. Advogado e historiador.

Publicado
18-05-2020
Como Citar
Borba Barreto, A. A., & Souza Garcia, B. (2020). Comportamento eleitoral nas eleições suplementares para prefeito no Brasil (2013-2015) . Sociedade E Cultura, 23. https://doi.org/10.5216/sec.v23i.55590
Seção
Artigos Livres