A jovem guarda no ABC paulista: música popular, mídia e memória

Autores

  • Herom Vargas USCS
  • Priscila F. Perazzo USCS

DOI:

https://doi.org/10.5216/sec.v11i2.5260

Palavras-chave:

música popular, ABC, jovem guarda, rock, história oral

Resumo

Por muito tempo, a memória dominante acerca da relação entre cidade de São Paulo e região do Grande ABC (pertencente à região metropolitana paulista) produziu sentidos de que o subúrbio não era o lugar da criação artística ou cultural, em especial a midiática. Contrários a esse ponto de vista, questionamos: quais são as possibilidades efetivas de criação e recriação dos movimentos culturais apresentados pela indústria cultural nessa região? Como é possível dimensionar a movimentação da Jovem Guarda numa área considerada periferia da capital paulista? Partindo disso, pretende-se nesse artigo mapear o movimento da Jovem Guarda no ABC nos anos 1960, com base em entrevistas de história oral com músicos e compositores da localidade, com vistas a demonstrar sua dinâmica e suas características numa região específica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Herom Vargas, USCS

Doutor em Comunicação e Semiótica professor da Universidade Municipal de S. Caetano do Sul (USCS) e da Universidade Metodista de S. Paulo (Umesp)

Priscila F. Perazzo, USCS

Doutora em História Social e professora da Universidade Municipal de S. Caetano do Sul (USCS)

Downloads

Publicado

2008-12-18

Como Citar

VARGAS, H.; PERAZZO, P. F. A jovem guarda no ABC paulista: música popular, mídia e memória. Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 11, n. 2, 2008. DOI: 10.5216/sec.v11i2.5260. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fcs/article/view/5260. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê