Jovens Mulheres Africanas em Portugal: narrativas e itinerários

Autores

  • Neusa Maria Mendes de Gusmão UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.5216/sec.v11i1.4469

Palavras-chave:

África, imigrante, narrativa, cultura, itinerário

Resumo

O presente ensaio relata os itinerários de duas jovens mulheres africanas, imigrantes em Portugal, com base em suas próprias narrativas. Na história de suas vidas, outras histórias se revelam para dizer o que é ser jovem, mulher, negra e imigrante num contexto europeu da atualidade. Suas narrativas encontram-se entremeadas pelas memórias da infância na África, ou mesmo em Portugal, e falam, também, da juventude vivida no bairro africano, Aldeia d’África, em terras portuguesas. Com isso, Portugal e África tecem a trama de seus cotidianos e permitem, por diferentes indícios, compreender a heterogeneidade das biografias, da memória e da cultura, tal como se apresenta na experiência pessoal de cada uma. Uma experiência que revela a história de muitas outras mulheres africanas em Portugal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Neusa Maria Mendes de Gusmão, UNICAMP

Doutora em Antropologia Social e Professora de Antropologia da Educação da UNICAMP neusagusmao@uol.com.br

Downloads

Publicado

2008-08-03

Como Citar

GUSMÃO, N. M. M. de. Jovens Mulheres Africanas em Portugal: narrativas e itinerários. Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 11, n. 1, 2008. DOI: 10.5216/sec.v11i1.4469. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fcs/article/view/4469. Acesso em: 3 jul. 2022.

Edição

Seção

Dossiê