Trajetórias do planejamento urbano: o plano diretor da década de 1950 e o reordenamento urbano de Araraquara-SP

Autores

  • Rodrigo Alberto de Toledo Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

DOI:

https://doi.org/10.5216/sec.v17i2.38283

Palavras-chave:

planejamento urbano, plano diretor, desenvolvimento urbano, polí- ticas públicas e democracia.

Resumo

Este artigo pretende dimensionar como a corrente urbanística forjada no Estado de São Paulo, especialmente a partir das teses de Anhaia Mello, catedrático da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), se cristalizou no primeiro plano diretor elaborado na cidade de Araraquara a partir de 1950. Procuramos estruturar como ocorreu esse processo de cristalização da corrente urbanística paulista, de matizes francesa e anglo-americana, na cidade de Araraquara, ou seja, quais foram os interlocutores fundamentais, além do próprio Anhaia Mello, para que essa transferência de conhecimento sobre planejamento urbano se efetivasse no município. Identi?camos em levantamento das fontes primárias da pesquisa de doutorado Trajetórias do planejamento urbano em Araraquara: do centralismo decisório ao plano diretor participativo, no Arquivo Histórico Intermediário de Araraquara, na Biblioteca da FAU-USP, nos acervos de Anhaia Mello e do Centro de Pesquisa e Estudos Urbanísticos (CEPEU), que as propostas urbanistas gestadas na FAU-USP foram difundidas e incorporadas nas normas urbanísticas de Araraquara ditando os rumos do processo de formulação de políticas públicas urbanas no município a partir de meados da década de 1960.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-10-26

Como Citar

DE TOLEDO, R. A. Trajetórias do planejamento urbano: o plano diretor da década de 1950 e o reordenamento urbano de Araraquara-SP. Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 17, n. 2, 2015. DOI: 10.5216/sec.v17i2.38283. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fcs/article/view/38283. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Livres