Lendo rastos/tecendo traços/contando histórias: a configuração de uma trajetória nas Ciências Sociais, UFG

Autores

  • Telma Camargo da Silva UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/sec.v17i2.38271

Palavras-chave:

trajetória, narrativa, memória, CECUP, Museu Antropológico (UFG).

Resumo

A partir de experiências subjetivas, este ensaio descreve e analisa as intersecções entre o Centro de Estudos da Cultura Popular (CECUP), os Cursos de Especialização em
Antropologia e as Ciências Sociais da UFG. Situadas nos anos oitenta e noventa do século passado, as práticas discentes, docentes e de pesquisa aqui rememoradas informam projetos e temáticas de estudo nos anos que se seguiram. A argumentação do
artigo, feita a partir das noções de rastos/marcas, de trajetória e de envelhecimento social, propõe que as histórias aqui con?guradas como “uma” experiência ressoam a
própria história das Ciências Sociais e compõem o painel dos traços aí desenhados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-10-26

Como Citar

CAMARGO DA SILVA, T. Lendo rastos/tecendo traços/contando histórias: a configuração de uma trajetória nas Ciências Sociais, UFG. Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 17, n. 2, 2015. DOI: 10.5216/sec.v17i2.38271. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fcs/article/view/38271. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê