Enclaves fortificados e segregação urbana: o caso de Jundiaí

Autores

  • Jefferson Oliveira Goulart Universidade Estadual Paulista
  • Patrícia Pechini Bento Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico

DOI:

https://doi.org/10.5216/sec.v14i1.15692

Palavras-chave:

enclaves fortificados, segregação urbana, Jundiaí.

Resumo

 

O artigo examina a proliferação de condomínios fechados no município de Jundiaí (SP). Os estudos sobre este fenômeno retratam predominantemente as regiões metropolitanas, daí a relevância de pesquisas sobre cidades de médio porte a fim de identificar semelhanças e diferenças entre essas diferentes escalas urbanas. O objetivo principal foi investigar o fenômeno espacializado dos condomínios fechados como tendência de padrão habitacional, assim como seus impactos sociais, urbanísticos e ambientais, adotando-se como escopo cronológico o período que se inicia a partir da década de 1970 até o presente momento.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-09-19

Como Citar

GOULART, J. O.; BENTO, P. P. Enclaves fortificados e segregação urbana: o caso de Jundiaí. Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 14, n. 1, p. DOI: 10.5216/sec.v14i1.15692, 2011. DOI: 10.5216/sec.v14i1.15692. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fcs/article/view/15692. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos Livres