A FRONTEIRA COMO PAISAGEM: Geografias da Raia Internacional Brasil-Argentina no Noroeste Gaúcho

LA FRONTERA COMO PAISAJE: Geografías de la Raya Internacional Brasil-Argentina en el Noroeste Gaúcho

Autores

  • Reginaldo José de Souza Universidade Federal da Fronteira Sul/Brasil
  • Raquel Agnes Santos Fonseca Universidade Federal da Fronteira Sul/Brasil
  • Bruno Zucuni Prina Universidade Federal da Fronteira Sul/Brasil

Resumo

A proposta deste artigo é analisar a fronteira como paisagem. Primeiramente, são apresentados referenciais teóricos para dimensionar a relevância do debate sobre fronteiras na Geografia. Esta etapa tem também como propósito contextualizar o que é tratado pela nomenclatura de “raia”, ou seja, um termo que define a fronteira como espaço de integração e intergradação de geografias, considerando a continuidade das dinâmicas paisagísticas entre os territórios fronteiriços. Posteriormente, o estudo se direciona para o recorte de pesquisa: o conjunto ecológico composto pelo Parque Estadual do Turvo, noroeste gaúcho, e Parque Provincial Saltos del Moconá, nordeste argentino. Pela continuidade das reservas florestais e pelo elo cênico do Salto do Yucumã, considera-se que as potencialidades paisagísticas podem promover a integração bilateral entre Brasil e Argentina no que diz respeito aos cuidados ecológicos mobilizados por dois povos estrangeiros, mas, com um objetivo em comum. No entanto, verificou-se que ainda existem limites a serem superados para que ocorra uma integração de ações das administrações destas reservas, notadamente em termos de comunicação eficiente das equipes técnicas atuantes, investimentos em segurança pública e educação ambiental/patrimonial. A metodologia da pesquisa foi definida por levantamentos bibliográficos, elaboração de cartas para verificar a evolução do uso da terra nos municípios de El Soberbio e Derrubadas entre 1993 e 2018, além de trabalho de campo que permitiu aproximações com gestores e com moradores empenhados na limpeza do rio Uruguai.

Biografia do Autor

Reginaldo José de Souza, Universidade Federal da Fronteira Sul/Brasil

Professor dos cursos de Graduação em Geografia (Licenciatura e Bacharelado), Programa de Pós-Graduação em Geografia e Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Federal da Fronteira Sul/Brasil. Membro do Grupo de Pesquisa em Geografia e Gênero, Natureza e Vida Cotidiana – GENVI.

Raquel Agnes Santos Fonseca, Universidade Federal da Fronteira Sul/Brasil

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFFS. Membro do Grupo de Pesquisa em Geografia e Gênero, Natureza e Vida Cotidiana – GENVI.

Bruno Zucuni Prina, Universidade Federal da Fronteira Sul/Brasil

Doutor em Geografia. Técnico do Laboratório de Geoprocessamento da UFFS.

Downloads

Publicado

14.03.2022

Como Citar

DE SOUZA, R. J.; SANTOS FONSECA, R. A. .; ZUCUNI PRINA, B. . A FRONTEIRA COMO PAISAGEM: Geografias da Raia Internacional Brasil-Argentina no Noroeste Gaúcho: LA FRONTERA COMO PAISAJE: Geografías de la Raya Internacional Brasil-Argentina en el Noroeste Gaúcho. Espaço em Revista, Goiânia, v. 24, n. 1, p. 14–39, 2022. Disponível em: https://revistas.ufg.br/espaco/article/view/70207. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

SUBTEMA I - Estudo da paisagem: teoria, epistemologias e ensino