ENTRE INCÊNDIOS E CONGELAMENTOS:

INGERÊNCIA FEDERAL SOBRE A ANCINE E OS IMPACTOS NA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL BRASILEIRA

Autores

  • Vinícius Volcof UFRJ - Mestrando em Sociologia e Antropologia

DOI:

https://doi.org/10.5216/emb.v19i1.70531

Resumo

O artigo apresenta um levantamento parcial sobre a atual situação de gestão da Cultura por parte do governo federal, com foco no na Agência Nacional de Cinema (Ancine), que em 2021 completa 20 anos em um processo de crises de gestão, substituições e congelamento de recursos. Considerando o atual contexto de pandemia, apresenta-se o impacto do fechamento dos cinemas ao redor do mundo e a emergência das plataformas de streaming como principal janela exibidora de filmes. Essa mudança de paradigma impõe reflexões sobre o futuro do fomento audiovisual no país e os impactos para os produtores sobretudo aqueles longe dos centros urbanos do país.

Publicado

2022-03-30