A PRÁXIS PEDAGÓGICA DO CINEMA E SEU DIÁLOGO COM A ALIENAÇÃO EM MARX

Autores

  • Emerson Ellano Praciano UFC
  • Hipácia Lima

DOI:

https://doi.org/10.5216/emb.v19i1.70170

Resumo

O presente artigo tem o ensejo de mostrar a importância das atividades audiovisuais produzidas por alunos de ensino médio com temáticas filosóficas. A práxis pedagógica e o cineclube gira em função dessas produções audiovisuais para que possam ser utilizadas como referencial educativo nas aulas de Filosofia, além de despertar habilidades para que os estudantes possam aprender técnicas cinematográficas e problematizar conteúdos filosóficos através da reflexão ao produzir e ao assistir aos vídeos.  Considerando assim, como ponto de partida a discussão, a articulação entre a prática educativa e o processo de aprendizagem inserido na construção de um curta-metragem podem contribuir para alunos mais críticos e menos alheios ao outro e ao mundo.

Palavras-chave: Cineclube. Cinema. Filosofia.

 

ABSTRACT

 

This article aims to show the importance of audiovisual activities produced by high school students with philosophical themes. The pedagogical praxis and the film club revolve around these audiovisual productions so that they can be used as an educational reference in Philosophy classes, in addition to awakening skills so that students can learn cinematographic techniques and problematize philosophical content through reflection when producing and watching videos. Thus, considering the discussion as a starting point, the articulation between educational practice and the learning process inserted in the construction of a short film can contribute to more critical students and less alien to the other and to the world.

Keywords: Film club. Movie theater. Philosophy.

Publicado

2022-03-30