A categoria trabalho em Karl Marx

da dupla fruição ao processo de trabalho

Autores

Resumo

O presente artigo elabora uma discussão sobre a categoria trabalho tal como ela se expressa no desenvolvimento da obra de Karl Marx. Começa-se com a apresentação da categoria trabalho enquanto atividade produtiva que promove uma dupla fruição, teoria que está presente nos Cadernos de Paris, rascunhos escritos por Marx em 1844. E termina-se com a exposição da categoria trabalho enquanto processo do trabalho, teoria desenvolvida no capítulo 5 do Livro I de sua magnun opus, O capital (1867).

Biografia do Autor

Arthur Guilherme Monzelli, Universidade Federal de São Carlos

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e é mestre em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de São Carlos. Atualmente é professor de sociologia e filosofia da Associação Comunitária de Educação para Jovens e Adultos Ong Fenix e professor de sociologia da educação básica II nas escola estadual Orlando Perez Professor. Tem experiência na área de Ciências Humanas, com ênfase em Sociologia e Educação.

Publicado

06-09-2021