SUJEITOS “EX-CÊNTRICOS” EM SHREK: IDENTIDADES EM TRÂNSITO

Autores

  • Renata Santos Maia Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes

Resumo

Esta pesquisa compreende um estudo a respeito das práticas culturais e discursivas sobre o sujeito, suas experiências e vivências, levando em conta a produção/desconstrução das identidades culturais e de gênero; O objeto de estudo são as animações infantis da série de filmes Shrek, produzida entre 2001 e 2010. Estes filmes, com seus personagens não idealizados, podem ser considerados uma desconstrução do modelo cinema de animação e também dos perfis sociais femininos e masculinos, mostrando como as formas de viver a sexualidade e as identidades de gênero vêm sofrendo mudanças no mundo contemporâneo. A intenção é demonstrar que vivemos em um momento de incertezas e descobertas de novos caminhos, que podem resultar em um mundo mais libertário e com possibilidades para a constituição de novas e diferentes subjetividades.

Biografia do Autor

Renata Santos Maia, Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes

Mestranda em História Social pela Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes. Bolsista pela CAPES. Possui Pós-graduação Latu-Sensu em História, Sociedade e Cultura no Brasil. Está vinculada ao Grupo de Pesquisa Gênero e Violência e ao Grupo de Estudos Gênero e Cinema.

Downloads

Publicado

30-03-2014