Tintim e a estética da viagem

Autores

  • Fabio Mourilhe Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil, funkstroke@yahoo.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/v.v20.71374

Palavras-chave:

Estética da Viagem, Tintim, Hergé, Política, Arte

Resumo

Este trabalho traz a estética das viagens de Tintim, que permitem uma articulação artística e política sem que o autor Hergé precisasse se deslocar até os locais onde se desenrolam as narrativas. A sofisticação do trabalho de Hergé em Tintim passa por uma estética própria que dialoga com a verossimilhança e a caricatura em certos momentos e traz as marcas da extrema direita belga católica e reacionária e o embate contra outras culturas através da narrativa e de um desenho preconceituosos. As viagens de Hergé a outros países através de Tintim parecem levar a sua bandeira particular, com a qual tentou marcar os locais por onde passou com sua ideologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARENDT, Hannah. Eichmann em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal. São

Paulo: Companhia das Letras, 1999.

ARENDT, Hannah. Origens do totalitarismo. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

ASSOULINE, Pierre. Hergé: The Man Who Created Tintin. New York: Oxford University Press, 2009.

CARROLL, Noël. Philosophy of Art: A Contemporary Introduction. London, England: Routledge, 1999.

DANTO, Arthur C. The Artworld. The Journal of Philosophy, New York, v. 61, n. 19, p. 571-584, Oct. 1964.

DUNCAN, Randy; TAYLOR, Michael Ray; STODDARD, David. Creating Comics as Journalism, Memoir, and Nonfiction. New York: Routledge, 2016.

FARR, Michael J. Tintin: The Complete Companion. London, England: John Murray, 2001.

FREY, Hugo. Trapped in the Past Anti-Semitism in Hergé’s Flight 714. In: MCKINNEY, Mark (ed.). History and Politics in French-Language Comics and Graphic Novels. Jackson, Mississippi: University Press of Mississippi, 2008. p. 27-43.

GODDIN, Philippe. Art of Hergé: Inventor of Tintin (1907-1937). San Francisco, California: Last Gasp, 2000. v. 1.

GRAVETT, Paul. Hergé & The Clear Line: Part 1. Paul Gravett, [s. l.], 20 Apr. 2008. Disponível em: http://www.paulgravett.com/articles/article/herge_the_clear_line. Acesso em: 14 dez. 2021.

GREY, Tobias. What Tintin Taught Europeans About China. The Wall Street Journal, New York, 25 Dec. 2020. Life & Work | Ideas | Icons. Disponível em: https://www.wsj.com/articles/what-tintin-taught-europeans-about-china-11608919200. Acesso em: 12 dez. 2021.

MCKINNEY, Mark. Representations of History and Politics in French-Language Comics and Graphic Novels, An Introduction. In: MCKINNEY, Mark (ed.). History and Politics in French-Language Comics and Graphic Novels. Jackson, Mississippi: University Press of Mississippi, 2008. p. 3-24.

MOURILHE, Fabio. Filosofia da arte: da imitação à abstração. In: MOURILHE, Fabio; GERHEIM, Fernando; CASTRO, Susana de (org.). Filosofia da arte. Rio de Janeiro: Imagem Pensamento, 2016. v. 1, p. 5-34.

SARKER, Kumar. A companion to William Wordsworth. New Delhi: Atlantic Publishers & Distributors, 2003.

SUSIN, André Luis. Mímesis e tragédia em Platão e Aristóteles. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Faculdade de Filosofia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

TOMAS, Vincent. Introduction. In: What is Art? Leo Tolstoy. Indiana: Hackett Publishing Company, 1996. p. vii-xvii.

VOIGT, André Fabiano. A estética em Jacques Rancière: a questão da mímesis. Tempos Históricos, Marechal Cândido Rondon, v. 19, n. 1, p. 187-207, 2015.

Downloads

Publicado

2022-12-06

Como Citar

MOURILHE, F. Tintim e a estética da viagem. Visualidades, Goiânia, v. 20, 2022. DOI: 10.5216/v.v20.71374. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/71374. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Estéticas das viagens