Reapropriação de arquivo e imantação de afeto

Autores

  • Carlos Adriano

DOI:

https://doi.org/10.5216/vis.v13i2.40736

Resumo

Sob a forma de testemunho pessoal, o artigo pensa a pauta do arquivo e de seu natural e consequente corolário (o da apropriação deste arquivo) como uma das mais pertinentes hoje. Como operar de maneira crítica e criativa perante um manancial aparentemente inesgotável de materiais? Como saber encontrar (o grande achado da apropriação) os materiais que se procura? Como organizá-los de modo inteligível e sensível?

Palavras-chave: arquivo, cinema, reapropriação

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-04-15

Como Citar

ADRIANO, C. Reapropriação de arquivo e imantação de afeto. Visualidades, Goiânia, v. 13, n. 2, 2016. DOI: 10.5216/vis.v13i2.40736. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/40736. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Arquivos, memórias, afetos