Zeferino e o problema da seca no Nordeste

Autores

  • Fabio Mourilhe UERJ / UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.5216/vis.v14i2.35294

Resumo

O objetivo deste trabalho é verificar como os problemas relacionados à caatinga no Nordeste seco, na década de 1970, são tratados nas tiras do Zeferino de Henfil, publicadas na revista Fradim. Para atingir tal intento, traçamos inicialmente um panorama do local, considerando os aspectos culturais, físicos, ecológicos e sociais. O humor de Henfil serve para apontar os problemas ali vigentes e direcionar esta percepção para uma atitude crítica. Não apresenta exatamente uma solução, mas uma exacerbação do problema para que ele possa ser utilizado fora do contexto em metáforas e através de um humor que emerge com a criação de caricaturas da realidade, tornando-a menos insuportável.

 Palavras-chave: Seca, Henfil, quadrinhos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Mourilhe, UERJ / UFRJ

Fabio Mourilhe é Doutor em filosofia pela UFRJ com doutorado-sanduíche na FAU (EUA), Mestre em Design pela PUC-Rio e Bacharel em filosofia pela UERJ. Foi professor temporário no IFCS e no Colégio e Faculdade Silva e Souza. Realizou pós-doutorado em filosofia na UERJ. É autor de diversos livros, dentre eles "O quadro nos quadrinhos" e "Cuidado de si e aufklarung: caminhos para a vida como obra de arte". Organiza o evento anual Colóquio Filosofia e Quadrinhos.

Downloads

Publicado

2017-02-13

Como Citar

MOURILHE, F. Zeferino e o problema da seca no Nordeste. Visualidades, Goiânia, v. 14, n. 2, 2017. DOI: 10.5216/vis.v14i2.35294. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/35294. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos