Dapodo, imagem Xavante - DOI 10.5216/vis.v12i2.34484

Autores

  • Samuel Leal UFF
  • Francisco Antunes Caminati UNESP
  • Aline Yuri Hasegawa UFABC

DOI:

https://doi.org/10.5216/vis.v12i2.34484

Resumo

Este artigo trata das implicações políticas e culturais da produção audiovisual contemporânea dos índios Xavante das aldeias Wederã e Etenhiritipá, analisadas a partir da experiência dos autores na realização do registro filmado de um importante ritual de iniciação, o Danhono, ocorrido ao longo do ano de 2011. O objetivo é refletir sobre o modo como a produção de imagens técnicas é integrada ao ritual; o estatuto que a imagem técnica adquire localmente em meio a esse processo de apreensão e de apropriação de tecnologias estrangeiras; e a função e o papel do vídeo na mediação da cultura xavante com o mundo externo e com sua própria reprodução futura (diálogo entre gerações).

Palavras-chave:Xavante/Auwe Uptabi, imagem, memória

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-03-13

Como Citar

LEAL, S.; CAMINATI, F. A.; HASEGAWA, A. Y. Dapodo, imagem Xavante - DOI 10.5216/vis.v12i2.34484. Visualidades, Goiânia, v. 12, n. 2, 2015. DOI: 10.5216/vis.v12i2.34484. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/34484. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos