As peles da fotografia: fenômeno, memória/arquivo, desejo - DOI 10.5216/vis.v10i1.23089

Autores

  • Etienne Samain

DOI:

https://doi.org/10.5216/vis.v10i1.23089

Resumo

O ensaio se propõe refletir sobre algumas dimensões profundas que fazem da fotografia um evento e uma revelação mas também um lugar de memórias, um arquivo vivo do tempo. Trataremos, deste modo, de interrogar as imagens e de lhes perguntar (enquanto arqueólogo e visionário que somos) o que significa pensar com elas a história humana e imaginar com elas nosso próprio futuro.

Palavras-chave: Tempos da imagem, memória e arquivo, Antropologia e arte, Georges Didi-Huberman

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-03-14

Como Citar

SAMAIN, E. As peles da fotografia: fenômeno, memória/arquivo, desejo - DOI 10.5216/vis.v10i1.23089. Visualidades, Goiânia, v. 10, n. 1, 2013. DOI: 10.5216/vis.v10i1.23089. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/23089. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Cultura Visual 2