Educações da visão: estratégias relacionais na cultura visual - DOI 10.5216/vis.v10i1.23087

Autores

  • Helene Illeris UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/vis.v10i1.23087

Resumo

Este artigo está organizado em três partes. Através de exemplos do século XX na educação das artes visuais na Escandinávia, a primeira parte, “Indagações Epistemológicas”, discute como a construção histórica e social de estratégias modernas dominantes de visão ocorreram. A segunda parte, “Redescrições Experimentalistas”, utiliza o pensamento pós-estruturalista feminista sobre cultura visual numa tentativa de explorar compreensões alternativas de cultura visual. Na terceira parte, “Educações da Visão na Modernidade Tardia”, socialização e auto criação são propostas como duas funções educacionais diferentes, mas, suplementares, nas quais a educação visual contemporânea inspirada  em abordagens epistemológicas e experimentalistas buscaria cumprir essa meta.

Palavras-chave: Indagações epistemológicas, redescrições experimentalistas, educação da cultura visual

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-03-14

Como Citar

ILLERIS, H. Educações da visão: estratégias relacionais na cultura visual - DOI 10.5216/vis.v10i1.23087. Visualidades, Goiânia, v. 10, n. 1, 2013. DOI: 10.5216/vis.v10i1.23087. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/23087. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Cultura Visual 2