Educação e arte popular: experiência estética para análises filosóficas em Richard Shusterman - DOI 10.5216/vis.v6i1eI2.18103

Autores

  • Vânia Olária UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/vis.v6i1ei2.18103

Resumo

Esse é um projeto de investigação sobre as condições e as práticas sociais efetivas pelas quais as apresentações artísticas do movimento cultural popular Hip Hop são produzidas e consumidas, no currículo para a Educação de Jovens e Adultos, na escola municipal Regina Helou, no ano de 2008. Origina-se de minha experiência pedagógica com as manifestações artísticas, ditas populares, de jovens negros da periferia de Goiânia. O Rap, o Grafite e o Break - respectivamente música, artes visuais e dança - são explorados de forma intertextual. Fundamento minhas reflexões no livro Vivendo a arte: o pensamento prag- matista e a estética, de Richard Shusterman, editado no Brasil em 1998. Nessa obra, o autor desenvolve sentidos progressistas e democráticos para a filosofia estética, estabelecendo um campo conceitual da arte como experiência, com base em John Dewey (1859–1952). Seu objetivo é considerar e defender esteticamente as formas artísticas populares da mídia/cotidiano. Sentindo-me provocada pelo autor, como objetivo principal investigar o poder pedagógico e estético do Hip Hop, de acordo com pressupostos teóricos da tendência pedagógica Histórico Crítica dos Conteúdos. Para isso, pretendo observar os impas- ses gerados pela contraposição entre formal e o não formal, através da análise do contexto e da visibilidade / invisibilidade de tais práticas artísticas, que não se enquadram no currículo oficial escolar.

Palavras-chave: Educação, hip hop, intertextualidade

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-04-18

Como Citar

OLÁRIA, V. Educação e arte popular: experiência estética para análises filosóficas em Richard Shusterman - DOI 10.5216/vis.v6i1eI2.18103. Visualidades, Goiânia, v. 6, n. 1 e 2, 2012. DOI: 10.5216/vis.v6i1ei2.18103. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/18103. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Painéis