Da tridimensionalidade para a transparência - DOI 10.5216/vis.v6i1eI2.18074

Autores

  • Marco Aurélio Damasceno UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/vis.v6i1ei2.18074

Resumo

Este artigo é um relato de pesquisa onde são abordados as experiências e os procedimentos envolvendo materiais descartados (os mesmos possibilitaram o uso de novas técnicas e conseqüentemente novas ferramentas), que me levaram à construção de objetos e esculturas e a relação desse processo na mudança do paradigma da utilização dos materiais tradicionais no universo das Artes Visuais. Utilizo como fundo referencial para a produção deste trabalho, as relações constituídas com objetos de consumo que são permeados pelo “vazio” no nosso cotidiano. As questões relativas à mudança de rumo dos materiais descartados e seus significados no contexto dessa produção plástica visual foram analisadas de forma metodológica através da Poiética, que possibilitou a construção de diálogos da minha obra com a de outros artistas - em cujas produções resultaram de experimentações de materiais e objetos de uso cotidiano -, bem como com teorias afins, embasadas em Jean Baudrillard, Michael Archer, William Tucker e Rolland Barthes.

Palavras-chave: Objetos/esculturas, materiais descartáveis, cotidiano

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-04-18

Como Citar

DAMASCENO, M. A. Da tridimensionalidade para a transparência - DOI 10.5216/vis.v6i1eI2.18074. Visualidades, Goiânia, v. 6, n. 1 e 2, 2012. DOI: 10.5216/vis.v6i1ei2.18074. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/18074. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

GT2 - Poéticas Visuais e processos de criação