PRODUÇÃO DE RADICAIS LIVRES POR RUTA GRAVEOLENS L. (RUTACEAE) EM ERITRÓCITOS DE CAMUNDONGOS

Autores

  • Vivian A. Nogueira
  • Janaína S. Vettorazzi

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v6i2.6559

Palavras-chave:

farmacologia, toxicidade, uso terapêutico.

Resumo

Avaliou-se a produção de radicais livres induzida por extratos de Ruta graveolens sobre eritrócitos de camundongos albinos. Foram detectadas substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS). Utilizou-se vitamina E para avaliar sua interferência como antioxidante no sistema teste. Os ensaios evidenciaram a produção de malonildialdeído, o que indica que houve dano no sistema oxidativo das células sob teste. A detecção de TBARS como resultado da ação de radicais livres sobre as membranas eritrocitárias, demonstrou a indução de lipoperoxidação de membrana por substância(s) presentes nos extratos de R. graveolens, principalmente o de sementes. 10.5216/ref.v6i2.6559

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-06-30

Como Citar

NOGUEIRA, V. A.; VETTORAZZI, J. S. PRODUÇÃO DE RADICAIS LIVRES POR RUTA GRAVEOLENS L. (RUTACEAE) EM ERITRÓCITOS DE CAMUNDONGOS. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 6, n. 2, 2009. DOI: 10.5216/ref.v6i2.6559. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/6559. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais