ESTUDOS FARMACOLÓGICOS DO ÁCIDO LIPÓICO NAS ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS E NA ATIVIDADE DA SUPERÓXIDO DISMUTASE NO CORPO ESTRIADO DE RATOS APÓS CONVULSÕES INDUZIDAS POR PILOCARPINA

Autores

  • Rivelilson Mendes Freitas

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v6i1.5863

Palavras-chave:

Convulsões, Corpo estriado, Pilocarpina, Superóxido Dismutase, Estresse oxidativo.

Resumo

A epilepsia do lobo temporal é um dos distúrbios neurológicos mais comuns e apresenta uma taxa de prevalência de 5%. O presente estudo investigou as ações farmacológicas do ácido lipóico nas alterações comportamentais e na atividade da superóxido dismutase (SOD) no corpo estriado de ratos adultos (2 meses de idade) que apresentaram convulsão e estado epiléptico (EP), através da administração de pilocarpina (400mg?kg, i.p., P400). Os estudos comportamentais em animais adultos mostraram que a administração de pilocarpina produz sinais colinérgicos periféricos, movimentos estereotipados e tremores em todos os animais. Em 75% dos animais houve o desenvolvimento de convulsões e EP. No mesmo grupo foi observada uma taxa de mortalidade de 60%. Por sua vez, o pré-tratamento com ácido lipóico, 30 min antes da administração de pilocarpina produziu uma redução de 50% no índice de convulsão e EP (p<0.05), e ainda reduziu a taxa de mortalidade em 50% (p<0,05). Com relação aos estudos neuroquímicos não foram observadas alterações significativas na atividade da SOD no corpo estriado de ratos adultos, no entanto, o pré-tratamento com ácido lipóico produziu um aumento significativo na atividade da SOD de 14% (p<0.05). Nossos resultados indicam que as convulsões induzidas por pilocarpina apresentaram alterações comportamentais características da atividade epiléptica e pode não haver mudanças na atividade da SOD durante a fase aguda das convulsões. No entanto, pode-se sugerir que os efeitos protetores do ácido lipóico podem ser decorrentes da modulação da atividade desta enzima, na tentativa de proteger o animal contra o dano neuronal produzido pelo estresse oxidativo observado no corpo estriado de ratos. As alterações comportamentais e na atividade da SOD observada sugere uma extensa participação do corpo estriado de ratos adultos na propagação e/ou manutenção do processo convulsivo, e que drogas capazes de prevenir essas alterações podem apresentar um potencial anticonvulsivante. 10.5216/ref.v6i1.5863

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-04-2009

Como Citar

Freitas, R. M. (2009). ESTUDOS FARMACOLÓGICOS DO ÁCIDO LIPÓICO NAS ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS E NA ATIVIDADE DA SUPERÓXIDO DISMUTASE NO CORPO ESTRIADO DE RATOS APÓS CONVULSÕES INDUZIDAS POR PILOCARPINA. Revista Eletrônica De Farmácia, 6(1). https://doi.org/10.5216/ref.v6i1.5863

Edição

Seção

Artigos Originais