FÁRMACOS: DO DESENVOLVIMENTO À RETIRADA DO MERCADO

Autores

  • Filipe Galvão Ferreira
  • Michelle Carneiro Polli
  • Yoko Oshima Franco
  • Leonardo Fernandes Fraceto

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v6i1.5857

Palavras-chave:

química farmacêutica, retirada de medicamentos do mercado, vigilância de produtos comercializados

Resumo

O desenvolvimento e a introdução de um novo fármaco na terapêutica são sempre acompanhados de expectativas quanto à sua utilização na prática clínica. Os períodos existentes desde a descoberta de um composto com atividade terapêutica até a sua introdução do mercado são conhecidos como fases pré-clínica e clínica. Estes ensaios destinam-se a responder a uma série de questionamentos científicos objetivando avaliar a segurança do novo composto bem como encontrar melhores opções terapêuticas. A utilização de medicamentos objetiva aumentar a expectativa de vida bem como erradicar doenças. Por outro lado, podem aumentar os custos da atenção à saúde se utilizados inadequadamente e/ou levar à ocorrência de reações adversas. Atualmente, são conhecidos os riscos inerentes ao uso de fármacos, o que levou as agências reguladoras a exigir estudos que comprovassem a segurança dos novos fármacos antes de permitir a sua comercialização. Este trabalho descreve casos de insucesso de fármacos clinicamente significativos como a talidomida, fenfluramina, dexfenfluramina, terfenadina, mibefradila, fenilpropanolamina, cerivastatina e rofecoxibe. Esses fármacos exemplificam casos de compostos que foram introduzidos na terapêutica, mas, por razões de toxicidade foram retirados mesmo após a realização de ensaios clínicos, evidenciando o papel fundamental da farmacovigilância nesse processo. 10.5216/ref.v6i1.5857

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

31-03-2009

Como Citar

Ferreira, F. G., Polli, M. C., Franco, Y. O., & Fraceto, L. F. (2009). FÁRMACOS: DO DESENVOLVIMENTO À RETIRADA DO MERCADO. Revista Eletrônica De Farmácia, 6(1). https://doi.org/10.5216/ref.v6i1.5857

Edição

Seção

Artigos Originais