ORIENTAÇÃO FARMACÊUTICA A PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA DE ENDURANCE: UM ESTUDO DE CASO

Autores

  • Naraiana Agapito
  • Natalie Martins d’Avila
  • Marcos Antônio Segatto Silva

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v5i3.5375

Palavras-chave:

Atenção farmacêutica, exercício físico, suplementos alimentares

Resumo

O uso dos chamados agentes ergogênicos no esporte de alto rendimento desencadeou um processo que representa atualmente uma das grandes preocupações na área das Ciências do Esporte. A equipe multiprofissional envolvida no preparo do atleta tem como função garantir a integridade de sua saúde, possibilitando a melhora em seu desempenho. Portanto, deve-se atentar para as necessidades nutricionais do indivíduo, que sofre intenso desgaste metabólico rotineiramente. No Brasil, tem sido observado um uso abusivo de suplementos alimentares em ambientes de práticas de exercícios físicos. Este trabalho visou demonstrar a importância da orientação farmacêutica a praticantes de atividade física de endurance através de um estudo de caso. Para tal, o sujeito do estudo, participante voluntário, foi selecionado com base nos critérios: ser esportista em fase de treinamento intenso, sob acompanhamento clínico. As informações foram obtidas mediante aplicação de questionário aberto e relatos com o objetivo de avaliar o perfil fisiológico do esportista e detectar a possível utilização de suplementos alimentares ou medicamentos por parte do mesmo. Através dos relatos, observou-se a dificuldade, por parte da equipe de treinamento e do indivíduo, em identificar as necessidades ideais de sais minerais durante a prática esportiva. Além disso, constatou-se o consumo freqüente de produtos vitamínicos e minerais. O grande apelo comercial gerado pelos produtos voltados a praticantes de atividades físicas favorece o uso abusivo ocasionando efeitos tóxicos e colaterais graves. Neste contexto, o profissional farmacêutico deve desempenhar suas atividades com embasamento científico visando uma orientação adequada quanto ao uso de suplementos alimentares e medicamentos para esportistas. 10.5216/ref.v5i3.5375

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

06-01-2009

Como Citar

Agapito, N., d’Avila, N. M., & Silva, M. A. S. (2009). ORIENTAÇÃO FARMACÊUTICA A PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA DE ENDURANCE: UM ESTUDO DE CASO. Revista Eletrônica De Farmácia, 5(3). https://doi.org/10.5216/ref.v5i3.5375

Edição

Seção

Artigos Originais