AUSÊNCIA DE EFEITO TÓXICO-GENÉTICO DE Morinda citrifolia (NONI) EM CÉLULAS SOMÁTICAS DE Drosophila melanogaster

Autores

  • Leonardo P. Franchi
  • Nilza N. Guimarães
  • Maurício Lehmann
  • Heloísa Helena R. Andrade
  • Kênya S. Cunha

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v5i3.5371

Palavras-chave:

Mutagênese, Drosophila melanogaster, Morinda citrifolia, Noni

Resumo

Na medicina popular, o suco produzido a partir do fruto de Morinda citrifolia (Noni) é conhecido por prevenir e curar várias doenças tais como diabetes, diarréia, dores, hipertensão, artrite, estresse e câncer. Mais de 160 constituintes químicos já foram identificados no Noni, entre eles estão asperulosido, escopoletina e antraquinonas, além de vitaminas e vários aminoácidos. Devido à ausência de informações no que se refere à possível indução de alterações no genoma celular em nível de mutação e recombinação mitótica, realizou-se uma avaliação tóxico-genética do suco de Noni. Assim, foi empregado o Teste para Detecção de Mutação e Recombinação (SMART) em células somáticas de Drosophila melanogaster, que possibilita a avaliação, simultânea e in vivo, de efeitos mutagênicos e recombinogênicos. Utilizando o cruzamento padrão (ST), foram obtidas larvas de terceiro estágio que receberam tratamento crônico, via alimentação. As larvas foram tratadas com quatro diferentes concentrações do suco de Noni (25, 50, 75 e 100% v/v); água destilada (controle negativo) e mitomicina C (controle positivo). Após a eclosão das pupas, foram analisados os tricomas presentes nas asas dos indivíduos adultos, visando a identificação e quantificação de alterações fenotípicas. Foram realizados dois experimentos independentes utilizando duas repetições por concentração testada. Os resultados de cada experimento foram testados estatisticamente pelo teste binomial condicional, no qual os dados dos diferentes tratamentos foram comparados com o controle negativo. Os resultados dos dois experimentos indepedentes foram somados, considerando-se que a aplicação do teste de Kruskal-Wallis demonstrou a ausência de diferenças estatísticas entre os dois experimentos. Um total de 301 indivíduos foram analisados e os resultados obtidos demonstraram que o suco de Noni não apresentou efeito tóxico-genético em células somáticas de Drosophila melanogaster. 10.5216/ref.v5i3.5371

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

06-01-2009

Como Citar

Franchi, L. P., Guimarães, N. N., Lehmann, M., Andrade, H. H. R., & Cunha, K. S. (2009). AUSÊNCIA DE EFEITO TÓXICO-GENÉTICO DE Morinda citrifolia (NONI) EM CÉLULAS SOMÁTICAS DE Drosophila melanogaster. Revista Eletrônica De Farmácia, 5(3). https://doi.org/10.5216/ref.v5i3.5371

Edição

Seção

Artigos Originais