AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DAS PRESCRIÇÕES MEDICAMENTOSAS DISPENSADAS EM UMA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA, PARAÍBA

Autores

  • VANESSA DOMINGOS MORAIS Residência multiprofissional em saúde da família e comunidade - Faculdade de Ciências Médica, Endereço: Praça Dom Ulrico, 56, Centro, CEP:58010-740, João Pessoa - Paraíba. Farmacêutica (UFCG), Especialista em Farmacologia e Interações Medicamentosas, Residente pela Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade (RMSFC-FCM).
  • LARISSA COMARELLA Instituição: Uninter - Centro Universitário Internacional, Endereço: R. Treze de Maio, 538, Curitiba - PR, CEP:80510-030. Farmacêutica (UFPR), Especialista em Gestão da Assistência Farmacêutica (UFSC) e Mestre em Ciências (Bioquímica) (UFPR), orientadora de TCC do Grupo Uninter.
  • JAIRO DOMINGOS MORAIS Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Endereço: conjunto Castelo Branco III, João Pessoa, Paraíba, CEP: 58033-455 - Fisioterapeuta (UFPB), Especialista em Processos Educacionais em Saúde; Saúde da Família e Política e Gestão do Cuidado, com ênfase no apoio e Mestrado em Modelos de Decisão e Saúde. Doutorando no Programa de Pós graduação em Modelos de Decisão em Saúde

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v14i4.44467

Palavras-chave:

Prescrições, Uso de medicamentos, Saúde pública.

Resumo

No Sistema Único de Saúde (SUS), o acesso aos medicamentos se dá através da prescrição, que desempenha papel ímpar na prevenção de erros de medicação, já que é a partir dela que todo o fluxo de tratamento medicamentoso chega ao usuário. Dessa forma, o presente estudo do tipo transversal, retrospectivo descritivo, com abordagem quantitativa teve como objetivo a avaliação do cumprimento da legislação quanto à prescrição de medicamentos dispensadas pela farmácia da USF Nova Conquista. Foram analisadas 300 prescrições, com média de 1,49% de medicamentos por prescrição. Os resultados apontaram a não totalidade dos critérios de avaliação proposto neste estudo dentre eles: presença de abreviaturas (98,05%) e rasuras (7%); ausência de informações como: endereço (98%), forma farmacêutica (91,12%), frequência e duração do tratamento (76,98%) concentração do fármaco (29,68), dose (18,59%), posologia (5,13%); unidade de medida ausente ou inadequada (1,80%). As classes farmacológicas prevalentes foram: anti-inflamatórios não esteroidais (28,04%), anti-hipertensivo (14,15%), antialérgicos (11,51%) e antibióticos (8,73%). Todas as prescrições avaliadas neste estudo, apresentaram alguma inconformidade ou ausência de informações em relação ao que estabelece a legislação, concluindo-se, que alguns hábitos de prescrição devem ser modificados, buscando o melhoramento da qualidade da prescrição e do fortalecimento da assistência prestada no SUS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

VANESSA DOMINGOS MORAIS, Residência multiprofissional em saúde da família e comunidade - Faculdade de Ciências Médica, Endereço: Praça Dom Ulrico, 56, Centro, CEP:58010-740, João Pessoa - Paraíba. Farmacêutica (UFCG), Especialista em Farmacologia e Interações Medicamentosas, Residente pela Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade (RMSFC-FCM).

Farmacêutica (UFCG), Especialista em Farmacologia e Interações Medicamentosas, Residente pela Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade (RMSFC-FCM).

LARISSA COMARELLA, Instituição: Uninter - Centro Universitário Internacional, Endereço: R. Treze de Maio, 538, Curitiba - PR, CEP:80510-030. Farmacêutica (UFPR), Especialista em Gestão da Assistência Farmacêutica (UFSC) e Mestre em Ciências (Bioquímica) (UFPR), orientadora de TCC do Grupo Uninter.

Farmacêutica (UFPR), Especialista em Gestão da Assistência Farmacêutica (UFSC) e Mestre em Ciências (Bioquímica) (UFPR), orientadora de TCC do Grupo Uninter

JAIRO DOMINGOS MORAIS, Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Endereço: conjunto Castelo Branco III, João Pessoa, Paraíba, CEP: 58033-455 - Fisioterapeuta (UFPB), Especialista em Processos Educacionais em Saúde; Saúde da Família e Política e Gestão do Cuidado, com ênfase no apoio e Mestrado em Modelos de Decisão e Saúde. Doutorando no Programa de Pós graduação em Modelos de Decisão em Saúde

Fisioterapeuta (UFPB), Especialista em Processos Educacionais em Saúde; Saúde da Família e Política e Gestão do Cuidado, com ênfase no apoio e Mestrado em Modelos de Decisão e Saúde. Doutorando em Modelos de Decisão e Saúde

Downloads

Publicado

2018-03-08

Como Citar

MORAIS, V. D.; COMARELLA, L.; MORAIS, J. D. AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DAS PRESCRIÇÕES MEDICAMENTOSAS DISPENSADAS EM UMA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA, PARAÍBA. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 14, n. 4, 2018. DOI: 10.5216/ref.v14i4.44467. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/44467. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Farmácia Clínica, Assistência e Atenção Farmacêutica