PREVALÊNCIA DE ALTERAÇÕES HEMATOLÓGICAS EM PACIENTES ATENDIDOS NA UESF DA VILA MUTIRÃO

Autores

  • Karulliny Messias Nunes FF/UFG
  • Sérgio Henrique Nascente Costa

Resumo

O hemograma é o conjunto de avaliações das células do sangue que junto com o exame clinico permite conclusões de diagnóstico e prognósticos de varias doenças, como: anemias, infecções bacterianas ou virais, inflamações, leucemias e plaquetopenias. O objetivo do presente estudo foi realizar um levantamento sobre as principais alterações hematológicas em pacientes atendidos na Unidade Escola de Saúde da Família (UESF) pelo Sistema Único de Saúde (SUS) da Região Noroeste de Goiânia. Foi observada anemia em 12,4% (110/893) das mulheres com média e dp de 11,1±0,9 g/dL; em 13,3% (47/353) dos homens com média e dp de 12,0±1,5 g/dL e em 6,5% (13/199) das crianças com média e dp de 10,7±0,7 g/dL. A leucopenia foi encontrada em 2,8% dos homens (3.500/mm3± 0,400); 3,7% das mulheres (3.300/mm3± 0,600) e 2,0% (3.100/mm3± 0,500) das crianças. A avaliação da série plaquetária identificou plaquetopenia em 10,5%(124.000/mm3±25.000) nos homens e em 3,8% (132.000/mm3 ± 16.000) em mulheres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-05-04

Como Citar

NUNES, K. M.; COSTA, S. H. N. PREVALÊNCIA DE ALTERAÇÕES HEMATOLÓGICAS EM PACIENTES ATENDIDOS NA UESF DA VILA MUTIRÃO. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 13, n. 1.1, 2016. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/40840. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Suplemento Especial - 10o Congresso Regional de Análises Clínicas do Centro-Oeste (CRACO)