SÍNDROME DO OVERTRAINING: ALTERAÇÕES METABÓLICAS E FISIOLÓGICAS

Autores

  • Daiany Lopes Basílio FF/UFG
  • Amanda Gonçalves Araújo
  • Geisiani Alves do Nascimento
  • Tays Borja Moreira
  • Xisto Sena Passos
  • Arisneidi Kasue Ikeda Rêde

Resumo

O estado de overtraining provoca várias alterações no organismo, sendo elas metabólicas, imunológicas e fisiológicas, tais distúrbios são mais observados em atletas de elite, porém, acomete também pessoas que realizam exercícios em excesso e de forma inadequada. Este trabalho tem como objetivo ressaltar o significado do termo overtraining, quais as alterações causadas por essa síndrome, o seu diagnóstico e tratamento. diagnóstico do overtraining é complicado porém não podemos deixar de analisar a queda do desempenho e também os marcadores bioquímicos e fisiológicos, pois estes marcadores são fundamentais para o controle da síndrome. O overtraining é de origem multifatorial e assim sendo deve ser tratado e acompanhado por uma equipe multiprofissional, envolvendo médicos, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas e preparadores do esporte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-05-04

Como Citar

BASÍLIO, D. L.; ARAÚJO, A. G.; DO NASCIMENTO, G. A.; MOREIRA, T. B.; PASSOS, X. S.; RÊDE, A. K. I. SÍNDROME DO OVERTRAINING: ALTERAÇÕES METABÓLICAS E FISIOLÓGICAS. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 13, n. 1.1, 2016. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/40835. Acesso em: 27 fev. 2024.

Edição

Seção

Suplemento Especial - 10o Congresso Regional de Análises Clínicas do Centro-Oeste (CRACO)