AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DOS CONTRACEPTIVOS ORAIS SOBRE OS NÍVEIS TENSIONAIS

Autores

  • Anderson Wilbur Lopes Andrade Universidade Federal do Piauí
  • Emerson Fablo Bezerra Lima Faculdade Santo Agostinho

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v13i3.38302

Palavras-chave:

Anticoncepcionais Orais, Pressão Arterial, Hipertensão Arterial.

Resumo

Os anticoncepcionais orais são um dos métodos de controle de natalidade mais utilizados por mulheres adultas e adolescentes. Alguns pesquisadores evidenciaram que algumas mulheres desenvolvem hipertensão arterial nos seis meses iniciais de uso do anticoncepcional hormonal. O presente trabalho verificou a relação entre o uso destes fármacos e a pressão arterial em acadêmicas de uma instituição de ensino superior. Os dados foram coletados através de um questionário estruturado, com perguntas fechadas, constando de identificação, o uso de contraceptivo hormonal oral (se faz ou não uso), o tempo e a regularidade da terapêutica e existência de fatores de risco (tabagismo, alcoolismo, sedentarismo, histórico familiar de hipertensão, obesidade e patologias existentes). Em seguida foi realizada a aferição da pressão arterial das acadêmicas no período de um mês. As estudantes foram separadas em grupos, sendo as usuárias dos contraceptivos orais classificadas no Grupo A e as não usuárias no Grupo B. Após análise dos níveis pressóricos, observou-se que, as diferenças das pressões arteriais (pressão arterial sistólica e diastólica) entre os dois grupos não foram significativas, sendo que, em ambos os grupos as acadêmicas apresentaram valores considerados normais da pressão arterial, de acordo com V Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-09-30

Como Citar

LOPES ANDRADE, A. W.; BEZERRA LIMA, E. F. AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DOS CONTRACEPTIVOS ORAIS SOBRE OS NÍVEIS TENSIONAIS. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 13, n. 3, p. 140–150, 2016. DOI: 10.5216/ref.v13i3.38302. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/38302. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Farmácia Clínica, Assistência e Atenção Farmacêutica