DETERMINAÇÃO DE COMPOSTOS FENÓLICOS E AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE Lafoensia pacari (LYTHRACEAE)

Autores

  • Wellyson da Cunha Araújo Firmo Universidade Federal do Maranhão-UFMA
  • Milena Valadar Miranda
  • Gizelli Santos Lourenço Coutinho
  • Josianne Rocha Barboza
  • Luciana Patrícia Lima Alves
  • Roberto Sigfrido Gallegos Olea

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v12i1.24645

Resumo

A espécie Lafoensia pacari A. St.-Hil (Lythraceae) é uma planta do cerrado brasileiro, encontrada na Bahia, Goiás e Maranhão. Empregada popularmente para problemas gástricos e inflamação, conhecida por mangava brava, dedaleiro e pacari. O objetivo do trabalho foi determinar a concentração de compostos fenólicos e avaliar a atividade antioxidante no extrato hidroalcoólico a 70% e frações. A planta foi coletada no município de Estreito-MA, das folhas secas foi obtido o extrato hidroalcoólico a 70% e separadas frações pelos solventes hexano, clorofórmio, acetato de etila e metanol. Do extrato foram determinadas as concentrações de fenóis (reagente Folin-Ciocalteau), flavonóides (reação com cloreto de alumínio), ácidos fenólicos (diferença entre as quantidades dosadas de fenóis e flavonóides) e avaliação da atividade antioxidante pelo método in vitro 2,2-difenil-1-picril-hidrazila (DPPH). Os resultados demonstraram que o extrato bruto, a fração acetato de etila e metanólica apresentaram teores altos de compostos fenólicos e uma boa atividade antioxidante para o extrato metanólico uma vez que o valor de CE50 foi de 19,69 ?g/mL. Estes resultados caracterizam a L. pacari como matéria-prima natural com ação antioxidante, podendo esta atividade estar relacionada à presença de constituintes fenólicos, que são substâncias com este potencial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wellyson da Cunha Araújo Firmo, Universidade Federal do Maranhão-UFMA

Farmacêutico pela Faculdade de Imperatriz-FACIMP. Especialista em Farmacologia pela Universidade Católica Dom Bosco-UCDB e Mestre em Saúde e Ambiente pela Universidade Federal do Maranhão-UFMA.Professor da Faculdade de Educação de Bacabal-FEBAC.

Milena Valadar Miranda

Farmacêutica pela Universidade Federal do Maranhão-UFMA. Especialista em Saúde da Família pela Universidade Cândido Mendes-UCAM e Mestre em Saúde e Ambiente pela Universidade Federal do Maranhão-UFMA.

Gizelli Santos Lourenço Coutinho

Farmacêutica pela Universidade Federal do Maranhão-UFMA e Bioquímica pela Universidade Estadual do Góias-UEG e Mestre em Saúde e Ambiente pela Universidade Federal do Maranhão-UFMA.

Josianne Rocha Barboza

Farmacêutica Bioquímica pela Universidade Federal do Maranhão-UFMA e Mestranda em Ciências da Saúde pela Universidade Federal do Maranhão-UFMA.

Luciana Patrícia Lima Alves

Bióloga pela Universidade Estadual do Maranhão-UEMA e Mestre em Saúde e Ambiente pela Universidade Federal do Maranhão-UFMA.

Roberto Sigfrido Gallegos Olea

Químico Laboratorista pela Universidade de Tarapacá. Mestre e Doutor em Química Orgânica pela Universidade de São Paulo-USP. Professor da Universidade Federal do Maranhão-UFMA.

Downloads

Publicado

2015-05-18

Como Citar

FIRMO, W. da C. A.; MIRANDA, M. V.; COUTINHO, G. S. L.; BARBOZA, J. R.; ALVES, L. P. L.; OLEA, R. S. G. DETERMINAÇÃO DE COMPOSTOS FENÓLICOS E AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE Lafoensia pacari (LYTHRACEAE). Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 12, n. 1, p. 1–10, 2015. DOI: 10.5216/ref.v12i1.24645. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/24645. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais