AVALIAÇÃO DA PREVALÊNCIA DA DISPENSAÇÃO DE ANTIMICROBIANOS NA FARMÁCIA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CRUZ ALTA –RS

Autores

  • Viviane Cecilia Kessler Nunes Deuschle Universidade Federal de Santa Maria
  • Regis Augusto Norbert deuschle UNICRUZ
  • Uélisson Cleiton Figueiró Marques

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v12i2.21155

Palavras-chave:

Antibioticoprofilaxia, Automedicação, Atenção Farmacêutica

Resumo

Antibióticos são substâncias que possuem a capacidade de eliminar ou impedir o crescimento bacteriano, e comumente utilizados na terapêutica de infecções. Um dos riscos do seu uso maciço, incrementado pela automedicação, é a resistência bacteriana, a qual pode ser intrínseca ou adquirida. Tendo em vista que o uso indiscriminado de antibióticos é um dos fatores que contribui para o surgimento de resistência, foi realizado um estudo com as prescrições médicas de antimicrobianos dispensados na farmácia pública de Cruz Alta – RS. Verificou-se que mais de 20% das receitas dispensadas continham um antimicrobiano, e que houve um consumo pouco maior entre as mulheres. Amoxicilina (9,47%) foi o mais dispensado dentro dos antibióticos pesquisados, seguida da Cefalexina (6,72%), Sulfametoxazol + Trimetoprima (4,39%), Azitromicina (3,01%) e Ciprofloxacino(2,11%). Os percentuais de dispensação estão abaixo da média verificada em trabalhos similares na literatura, sugerindo não haver prescrição exagerada. Evidencia-se que as farmácias públicas possuem um papel importante no aspecto da prevenção da automedicação e resistência bacteriana, pois nelas só ocorre dispensação mediante a apresentação de receita, sendo igualmente importante ressaltar o papel do profissional farmacêutico como orientador da população quanto ao uso correto dos medicamentos prescritos e esclarecer dos riscos inerentes ao não seguimento dessas orientações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-07-01

Como Citar

DEUSCHLE, V. C. K. N.; NORBERT DEUSCHLE, R. A.; FIGUEIRÓ MARQUES, U. C. AVALIAÇÃO DA PREVALÊNCIA DA DISPENSAÇÃO DE ANTIMICROBIANOS NA FARMÁCIA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CRUZ ALTA –RS. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 12, n. 2, p. 01–15, 2015. DOI: 10.5216/ref.v12i2.21155. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/21155. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais