IMPORTÂNCIA FARMACÊUTICA DE FÁRMACOS QUIRAIS

Autores

  • Ricardo Mathias Orlando

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v4i1.2115

Resumo

O conhecimento sobre a existência e as diferenças entre enantiômeros data de mais de um século. Mas foi somente com a tragédia da talidomida na década de 60 que o mundo voltou-se para a importância dos estudos e do controle de fármacos enantioméricos. Hoje, no mundo todo, existir uma grande preocupação em obter estudos mais aprofundados sobre as possíveis diferenças entre dois enantiômeros assim como uma forte tendência para a obtenção de patentes, produção, comercialização e utilização de enantiômeros puros em alguns casos. Em contracorrente o Brasil mostra-se alheio ao assunto principalmente do ponto de vista comercial. Neste contexto sua população encontra-se exposta a riscos e desinformações típicas de um período que há muito tempo deveria ter sido superado. 10.5216/ref.v4i1.2115

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-10-24

Como Citar

ORLANDO, R. M. IMPORTÂNCIA FARMACÊUTICA DE FÁRMACOS QUIRAIS. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 4, n. 1, 2007. DOI: 10.5216/ref.v4i1.2115. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/2115. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos Originais