REVISÃO SISTEMÁTICA DA FARMACOCINÉTICA DA FENITOÍNA EM MATRIZES BIOLÓGICAS

Autores

  • Inara D. da Silva

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v4i1.2114

Resumo

A fenitoína é um dos anticonvulsivantes mais utilizados na clínica que tem apresentado variações quanto ao comportamento farmacocinético. O trabalho consiste na realização de uma revisão sistemática da farmacocinética da fenitoína em matrizes biológicas. Foi realizada uma busca na base de dados PUBMED utilizando as palavras-chaves “Phenytoin”, “Pharmacokinetic”, “Chromatography”, foram considerados aqueles cujo acesso ao periódico era livre aos textos completos de 1995 a 2006. Utilizou-se como critério de exclusão, os estudos realizados com a fenitoína in vitro e exclusivamente em animais. Foram coletadas as seguintes variáveis: autor(es), ano, objetivo, metodologia e conclusões. Foram relatados 16 artigos. Foi possível verificar que tem sido estudada a farmacocinética da fenitoína em diferentes matrizes biológicas, utilizando-se métodos espectroscópicos adequados para sua detecção. A revisão sistemática permitiu verificar que a CLAE foi o método mais utilizado e que existe uma grande variabilidade de estudos sendo realizados com a fenitoína, de forma que vários trabalhos buscam o melhoramento nos métodos de extração e detecção desta molécula em diferentes matrizes biológicas. As baixas concentrações de fenitoína no leite materno, plasma de cordão umbilical e cabelo limitam a detecção da fenitoína nestas matrizes biológicas. Pode-se verificar a existência de estudos de interações farmacológicas da fenitoína com a albumina humana, assim como variações no comportamento de eliminação da molécula entre homens e mulheres. 10.5216/ref.v4i1.2114

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

24-10-2007

Como Citar

Silva, I. D. da. (2007). REVISÃO SISTEMÁTICA DA FARMACOCINÉTICA DA FENITOÍNA EM MATRIZES BIOLÓGICAS. Revista Eletrônica De Farmácia, 4(1). https://doi.org/10.5216/ref.v4i1.2114

Edição

Seção

Artigos Originais