DISSOLUÇÃO INTRÍNSECA: CONCEITO E APLICAÇÕES NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

Autores

  • Mauricio Ferreira Rosa
  • Raquel de Oliveira Vilhena

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v9i1.17746

Palavras-chave:

dissolução intrínseca, polimorfismo, indústria farmacêutica.

Resumo

A taxa de dissolução intrínseca é definida como a dissolução do fármaco puro quando condições tais como área de superfície, temperatura, agitação ou velocidade de rotação, pH e força iônica do meio dissolução são mantidas constantes.Vários são os fatores que influenciam a velocidade de dissolução do fármaco, como por exemplo, polimorfismo, tamanho de partícula e área superficial. A taxa de dissolução intrínseca é sugerida como uma valiosa ferramenta a ser utilizada no monitoramento dos fármacos durante o desenvolvimento e controle de qualidade, sendo utilizados nos mais variados tipos de estudos. 10.5216/ref.v9i1.17746

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-03-30

Como Citar

ROSA, M. F.; VILHENA, R. de O. DISSOLUÇÃO INTRÍNSECA: CONCEITO E APLICAÇÕES NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 9, n. 1, p. 13, 2012. DOI: 10.5216/ref.v9i1.17746. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/17746. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais