ERVA-MATE, MUITO MAIS QUE UMA TRADIÇÃO, UM VERDADEIRO POTENCIAL TERAPÊUTICO

Autores

  • Guilherme Barroso Langoni de Freitas
  • Alessandra Andriola
  • Ana Gabriela Gauer
  • Larize Suelen da Silveira Ienk

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v8i3.15966

Palavras-chave:

Erva-mate, Ilex paraguariensis, metilxantinas, cafeína, Teobromina.

Resumo

A Erva-mate, Ilex paraguariensis, é um vegetal típico do sul do Brasil que apresenta um papel socioeconômico e ambiental nesta região, além de ser consumida como chá, tereré e chimarrão. Sua composição química tem um vasto perfil fitoquímico, onde se destacam as metilxantinas que têm como principais representantes a cafeína e a teobromina. Sob o ponto de vista farmacológico e terapêutico, esses compostos são responsáveis pelas propriedades estimulantes da erva-mate como agitação, tremores entre outros, devido o seu efeito sobre o sistema nervoso central. Atividades sobre os sistemas cardiovascular, renal e digestivo, também já foram identificadas, com isso, é facilmente justificado o grande interesse terapêutico. Nesse contexto, este estudo tem como objetivo realizar uma revisão sobre o poder estimulante das metilxantinas (cafeína e teobromina) presentes na erva-mate Ilex paraguariensis, além de descrever alguns fatores ambientais que alteram estes metabólitos. 10.5216/ref.v8i3.15966

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-10-15

Como Citar

DE FREITAS, G. B. L.; ANDRIOLA, A.; GAUER, A. G.; IENK, L. S. da S. ERVA-MATE, MUITO MAIS QUE UMA TRADIÇÃO, UM VERDADEIRO POTENCIAL TERAPÊUTICO. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 8, n. 3, p. 13, 2011. DOI: 10.5216/ref.v8i3.15966. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/15966. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais