ATIVIDADE MOLUSCICIDA DO LÁTEX DE SYNADENIUM CARINATUM BOISS. (EUPHORBIACEAE) SOBRE BIOMPHALARIA GLABRATA E ISOLAMENTO DO CONSTITUINTE MAJORITÁRIO

Autores

  • Carolina Paula de Souza Moreira
  • Carlos Leomar Zani
  • Tânia Maria de Almeida Alves

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v7i3.12892

Palavras-chave:

esquistossomose, Biomphalaria glabrata, látex, eufol

Resumo

A esquistossomose é a segunda doença parasitária mais importante no mundo, atingindo mais de 220 milhões de pessoas. A Biomphalaria glabrata é a principal espécie que atua como hospedeira intermediária do Schistosoma no Brasil, sendo o controle dos caramujos uma medida profilática de sucesso empregada no combate à doença. A busca de moluscicidas derivados de plantas tem sido intensificada como alternativa ao uso de moluscicidas sintéticos. O extrato metanólico do látex da Synadenium carinatum apresentou atividade moluscicida na concentração de 0,5 ?g/L (CL100/24h = 0,5 ppm) e seu constituinte majoritário foi isolado e identificado como sendo o triterpeno tetracíclico eufol. 10.5216/ref.v7i3.12892

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-01-04

Como Citar

MOREIRA, C. P. de S.; ZANI, C. L.; ALVES, T. M. de A. ATIVIDADE MOLUSCICIDA DO LÁTEX DE SYNADENIUM CARINATUM BOISS. (EUPHORBIACEAE) SOBRE BIOMPHALARIA GLABRATA E ISOLAMENTO DO CONSTITUINTE MAJORITÁRIO. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 7, n. 3, p. 12, 2011. DOI: 10.5216/ref.v7i3.12892. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/12892. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais