RESULTADOS DA INVESTIGAÇÃO FARMACOEPIDEMIOLÓGICA NO SERVIÇO DE SAÚDE DA FARMÁCIA POPULAR

Autores

  • Elisângela Pascoal da Silva Faculdade Ateneu - CE
  • Rizângela Lyne Mendes de Freitas1 Faculdade Ateneu - CE
  • Rivelilson Mendes de Freitas Universidade Federal do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.5216/ref.v7i2.11861

Resumo

Vários estudos demonstram claramente que um elevado número de pacientes faz uso de medicamentos sem prescrição médica. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi verificar o perfil epidemiológico, os principais problemas de saúde, as principais hipóteses diagnósticas, os fármacos prescritos e os utilizados na prática da automedicação pelos usuários dos serviços de saúde da Farmácia Popular no município de Russas, estado do Ceará. Dos 731 usuários entrevistados, 44% tinham idade acima de 41 anos, 61% eram da cor da pele autorreferida branca e 44% eram casados. 39% tinham apenas o ensino médio completo e renda mensal familiar era de 1 a 2 salários-mínimos. O principal problema relacionado à saúde identificado foi o tabagismo 39% e a hipótese diagnóstica mais comum foi a hipertensão arterial sistêmica (49%). Dos usuários entrevistados, 80% relataram fazer uso de pelo menos um fármaco durante os seus tratamentos. Dos usuários que tinham feito uso de medicamentos por meio de prescrição médica foi observada a frequência de consumo do anti-hipertensivos (45%). Os principais motivos que induzem à prática da automedicação são as doenças osteomusculares. Com relação às classes farmacológicas mais utilizadas durante essa prática, constatou-se que foram os analgésicos (49%). Em suma, o perfil dos usuários atendidos é de homens com faixa etária superior a 41 anos, com ensino médio completo, casados, que não exercem atividade remunerada e que praticam automedicação. A maior parte deles apresentava doenças crônicas degenerativas. Nesse serviço farmacêutico da farmácia popular acha-se oportuno caracterizar a população para, a partir dos resultados, ampliar as intervenções farmacêuticas para realização de um trabalho de educação desses usuários. 10.5216/ref.v7i2.11861

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-09-2010

Como Citar

da Silva, E. P., Mendes de Freitas1, R. L., & de Freitas, R. M. (2010). RESULTADOS DA INVESTIGAÇÃO FARMACOEPIDEMIOLÓGICA NO SERVIÇO DE SAÚDE DA FARMÁCIA POPULAR. Revista Eletrônica De Farmácia, 7(2), 11. https://doi.org/10.5216/ref.v7i2.11861

Edição

Seção

Artigos Originais