Educação Patrimonial e Ensino de História: leituras do passado através do património cultural local

Autores

  • Helena Pinto CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar "Cultura, Espaço e Memória", Faculdade de Letras da Universidade do Porto http://orcid.org/0000-0002-7691-9115

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v19i1.53435

Palavras-chave:

Património Cultural, Identidade, Memória, Educação Patrimonial, Consciência histórica

Resumo

Apresenta-se uma reflexão sobre a forma como as atividades de exploração educativa do património cultural podem modelar as relações entre o ensino e a aprendizagem de História, o passado histórico e as preocupações do presente. Sendo a aprendizagem histórica uma das dimensões da consciência histórica, configurando assim as competências de orientação na vida e de construção de identidade histórica, é também influenciada pelo ensino de História. Através de um estudo de natureza essencialmente qualitativa, procurou-se desenvolver uma atividade de educação patrimonial no âmbito do currículo português de História no 3º ciclo do ensino básico e no ensino secundário, com recurso a objetos e edifícios do centro histórico de Guimarães, no norte de Portugal. A análise de dados sugeriu diversos perfis conceptuais quanto ao modo como os alunos dão sentido ao património, e como eles e seus professores entendem a relação dialógica entre passado, presente e futuro, que caracteriza a consciência histórica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helena Pinto, CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar "Cultura, Espaço e Memória", Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Investigadora Integrada do CITCEM (Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória”) no grupo de investigação “Educação e Desafios Societais”, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Doutora em Ciências da Educação, especialidade de Educação em História e Ciências Sociais, pela Universidade do Minho (2012). Mestre em Património e Turismo pela Universidade do Minho. Licenciada em História, área educacional, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Referências

CHOAY, F. A Alegoria do Património. Lisboa: Edições 70, 2000

COLLINGWOOD, R. A ideia de História (9ª ed.). Lisboa: Editorial Presença, 2001.

COOPER, H. Didáctica de la Historia en la educación infantil y primaria. Madrid: Morata, 2002.

DICKINSON, A. K.; GARD A.; LEE, P. J. Evidence in history and the classroom. In: DICKINSON, A.; LEE, P. (eds.). History teaching and historical understanding. London: Heinemann, 1978, p.1-20.

ESTEPA, J.; CUENCA, J. La mirada de los maestros, profesores y gestores del patrimonio. Investigación sobre concepciones acerca del patrimonio y su didáctica. In: CALAF, R.; FONTAL, O. (eds.). Miradas al patrimonio. Gijón: Ediciones Trea, 2006, p.51-71.

GARCIA, T. Estudos sobre consciência histórica na Universidade Federal do Paraná. In: BARCA, I. (coord.). Estudos de Consciência Histórica na Europa, América, Ásia e África. Braga: CIEd, U. Minho, 2008, p.123-134.

HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo: Edições Vértice, 1990.

HAMMITT, W. Theoretical foundation for Tilden’s interpretative principles. Journal of Environmental Education, 3 (12), p.13-16, 1981.

HARTOG, F. Time and Heritage, Museum International, 227, p.7-18, 2005.

HEIN, G. Learning in the Museum. New York: Routledge. 1998.

Downloads

Publicado

2019-10-08

Como Citar

PINTO, H. Educação Patrimonial e Ensino de História: leituras do passado através do património cultural local. OPSIS, Goiânia, v. 19, n. 1, p. 1–21, 2019. DOI: 10.5216/o.v19i1.53435. Disponível em: https://revistas.ufg.br/Opsis/article/view/53435. Acesso em: 7 jul. 2022.

Edição

Seção

Cultura, Patrimônio, Memória: reflexões teóricas e metodológicas na História