Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A OPSIS é uma publicação semestral, indexada e interdisciplinar, de circulação nacional e internacional. Editada pela Unidade Acadêmica Especial de História e Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão e aberta à contribuições de docentes e pesquisares(as) nas áreas de Ciências Humanas e Artes.

 

Políticas de Seção

Cultura, Patrimônio, Memória: reflexões teóricas e metodológicas na História

Esse dossiê tem como pretensão refletir sobre as interfaces entre Cultura, Patrimônio e memória  na história ensinada, isso porque  tem-se nos últimos anos, uma relevância histórico-social de valorização, manutenção e difusão dos elementos patrimoniais e de memória de grupos e comunidades. Além disso, o campo epistemológico da história ensinada, tem aglutinado diferentes pesquisas que inserem novas abordagens, linguagens e fontes históricas que produzem o sentido histórico. 

A ação educativa na aula de história, pode abordar o próprio conceito de patrimônio cultural, sensibilizando os alunos para o conhecimento acerca de elementos que estiveram presentes na sociedade, em diferentes tempos e em diferentes representações. Entendendo, desta forma, a visita a um museu pode tornar-se uma investigação sobre esse espaço como um  lugar de memória, que pode  ter representado diferentes elementos da cultura de grupos sociais. Mais do que um lugar que agrega objetos, artefatos, imagens, esse espaço pode ser compreendido como um lugar que considera a relevância do reconhecimento do patrimônio como elo de entendimento da diversidade cultural brasileira.

Pensar numa educação voltada para a preservação, divulgação, socialização e produção do conhecimento sobre o patrimônio cultural material e imaterial  coloca em discussão as ações que são realizadas nas aulas de história, ações essas nas quais podemos assumir o compromisso com a memória de diferentes gerações, que imprimem seus legados e nos exigem novas abordagens curriculares, posicionamentos profissionais e sociais que aproximando o passado histórico do presente, fundamenta práticas de valorização no futuro.

 

Editores
  • Marcia Santos
  • JAQUELINE ZARBATO
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Expediente

Editores
  • Eliane Freitas
Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Editoral

Esta seção é de responsabilidade dos Editores.

Editores
  • Eliane Freitas
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Compreende análises críticas de livros, de periódicos recentemente publicados, dissertações e teses.

Editores
  • Jose Soares
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Apresentação

Apresenta o Dossiê temático e demais artigos

Editores
  • Jose Soares
Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: O Mundo do Trabalho na Sociedade Contemporânea

O trabalho como categoria sociológica chave. As transformações no mundo do trabalho: taylorismo, fordismo e toyotismo. Crise e perspectivas do mundo do trabalho. As formas atuais de acumulação do capital no contexto do neoliberalismo. A classe trabalhadora, sua ação sindical e a resistência no local do trabalho. Sociedade e trabalho: a dimensão ontológica do trabalho. A intensidade do trabalho. Trabalho material e trabalho imaterial. Trabalho produtivo e trabalho improdutivo. A conflitualidade societária na modernidade e a sociedade pós-industrial: classes sociais, emprego e desemprego, trabalho intelectual e tempo digital, trabalho e exclusão social. Reestruturação produtiva e inovações transformadoras do trabalho. Flexibilização e precarização e desemprego no século XXI. Trabalho, as questões de gênero e étnico-raciais.

Editores
  • Jose Soares
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: Os Usos da Memória: Representações do Passado nas Fontes Medievais

Editores
  • Aline da Silveira
  • Renata Cristina Nascimento
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê História Religiosa no Brasil e na Itália

Editores
  • Marina Benedetti
  • Teresinha Duarte
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê A medicina no Brasil do século XIX: perspectivas, fontes e métodos

Editores
  • Jean Luiz Abreu
  • Florisvaldo Junior
  • Anny Silveira
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Descolonizar as Ciências Humanas: campos de pesquisas, desafios analíticos e resistências Parte 2

Editores
  • Angeles Castaño Madroñal
  • Juan Carlos Gimeno Martín
  • José Solazzi
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Descolonizar as Ciências Humanas: campos de pesquisas, desafios analíticos e resistências Parte 1

Editores
  • Angeles Castaño Madroñal
  • Juan Carlos Gimeno Martín
  • José Solazzi
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: Relações de gênero, História, Educação e Epistemologias feministas: O Centro-Oeste em debate

Editores
  • Ana Carolina Soares
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Ensino de História e formação docente: pesquisas sobre o Ensino de História

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê América Latina no contexto da Guerra Fria

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê História, Sociedade e Práticas Educativas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê 50 anos do Golpe: poder, cultura e ideologia no Brasil e América Latina

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Masculinidades

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Linguagens, Tecnologias da Informação e Ensino de História

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê História Política do Brasil: historiografia, história e memória

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê História política e relações de poder

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Cultura, imaginário e poder

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Estudos de Gênero: história, historiografia e pesquisa

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê História e Estudos Medievais

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê A desconstrução do racismo na história do Brasil

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Campos de experiência e relações de força

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Cultura e representação

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê História e Sensibilidades

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Cultura e Identidades

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Teoria da História

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Corpo e Cultura

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Gênero e Cultura

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Comunicação e Cultura

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Cultura Popular

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Cultura, Arte e Técnica

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Vozes, Imagens, Memórias

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Cultura e Religiosidades

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Cultura e Fim de Milênio

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Artigos

Compreende textos que contenham realtos completos de estudos ou pesquisas concluídas.

Editores
  • Jose Soares
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Entrevista

Compreende entrevistas com profissionais de competência reconhecida que contribuem com sua experiência pessoal em alguma área relacionada a Ciências Humanas e Artes.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Traduções

Compreende a tradução de ensaios ou artigos inéditos ou já publicados de pesquisadores/as de instituições estrangeiras relacionados à área das ciências humanas e artes;

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Normas para publicação

Editores
  • Eliane Freitas
Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Autoras e autores que contribuíram com este número

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Educação e Pós-Verdade

Editores
  • Eliane Freitas
  • Olga Magalhães
Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A revista conta com um grupo de especialistas de notório saber.
Os originais serão submetidos à aprovação de avaliadores, especialistas reconhecidos nos temas tratados. Os trabalhos são enviados a dois ou mais especialistas, conforme a necessidade requerida pela temática, sem a identificação de autoria, como forma de garantir um parecer isento de qualquer influência. Após a avaliação, se aprovados, os textos são encaminhados a Editoria de Seção, que fará a seleção dos artigos a serem publicados.
O processo de seleção de artigos para publicação envolve avaliação de dois ou mais especialistas, além dos membros do Conselho Editorial, cabendo ao Editor dirimir dúvidas, impasses e a decisão final sobre a edição.

 

Periodicidade

A OPSIS é uma publicação semestral, indexada e interdisciplinar, de circulação nacional e internacional. Editada pela Unidade Acadêmica Especial História e Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão está aberta à contribuições de docentes e pesquisares(as) nas áreas de Ciências Humanas e Artes. O formato da publicação é digital.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

A Revista OPSIS não cobra nenhuma taxa por textos publicados e tampouco pelos submetidos para avaliação, revisão, publicação, distribuição ou download.

The journal OPSIS does not charge any fee for publishing articles. The editorial board values the policy of free access to information, thus, does not charge any fee for the submission, review, publication, distribution or download of articles.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Quem Somos

A OPSIS surgiu em 2001 da iniciativa de um pequeno grupo de professores reunidos na Universidade Federal de Goiás, no Campus Catalão, que se organizaram e criaram o Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Estudos Culturais - NIESC no anseio de edificar um espaço que agregasse pesquisadores e viabilizasse a produção de investigações e discussões ligadas ao campo da cultura. A revista veio após a criação do Núcleo (1997) e foi pensada como um veículo de difusão de suas produções e como instrumento de troca, de interação e de intersecção com pesquisadores de outras instituições.
A revista segue as diretrizes e a de diálogo interdisciplinar com as diversas áreas do conhecimento humano e social, ao invés de fechar numa disciplina em específico e ater às suas amarras e limitações. A perspectiva proposta é de abordagem plural dos objetos de estudos, de situá-los em zonas fronteiriças e nas encruzilhadas de tantos saberes, de abertura para outras ciências, tem prevalecido.
Opsis é um termo grego que significa visão e designa aquilo é visível e confiado ao olhar, à observação. Portanto, a revista está aberta aos olhares diversos sobre a realidade cultural pensada de modo amplo tanto como as múltiplas práticas humanas e sociais como os modos diversos de vida e as experiências neles produzidas. Deste observatório do campo cultural da sociedade seus membros e colaboradores focam suas visões, múltiplas, sobre as mais diversas facetas da existência e o fazem com documentação e embasamento teóricos também diferenciados.
A revista, com periodicidade, até 2006, anual, seguiu a dinâmica de publicar um dossiê com a temática abordada nos simpósios produzidos pelo Núcleo no ano anterior. Desta forma, em 2001, publicamos o “Dossiê Cultura e Fim de Milênio”, tema abordado no I Simpósio de 2000; em 2002, produzimos dois números, o primeiro sobre o II Simpósio, ocorrido em 2001, que teve por tema “Cultura e Religiosidades”, e o segundo voltado para as questões referentes às “Vozes, Imagens e Memórias”; em 2003 tratamos da relação “Cultura, Arte e Técnica”; em 2004 o foco foi “Cultura Popular”, objeto discutido no encontro de 2003; em 2005 a problemática foi “Comunicação e Cultura” e, em 2006, “Gênero e Cultura”.
Ainda em 2006 a Opsis entrou em uma nova fase e algumas mudanças substanciais foram realizadas em sua configuração. A jovem mensageira de Clio deixou de ser Revista do NIESC, tornando-se Revista do Curso de História, mas sem abandonar a perspectiva de ater-se às interfaces com os saberes vizinhos. Menina moderna, antenada com seu tempo, já não se contentava mais em sair a público apenas uma vez por ano e prepara saídas semestrais; a primeira envolta pelas discussões do VII Simpósio do NIESC (Corpo e Cultura), ocorrido no primeiro semestre de 2006, como de costume; e a segunda com o tema do VII Simpósio do Curso de História (Clio e seus artífices, repensando o fazer histórico), que ocorreu no segundo semestre do ano passado. Em 2008 o primeiro volume foi "Cultura e Identidades", fruto do Simpósio do NIESC de 2007; e o segundo teve como tema "História e Sensibilidades", temática do VIII Simpósio de História. Os dois números de 2009 não foram vinculados a Simpósios, mas a discussões internas do Departamento na reorientação do Curso de Especialização em História, oferecido desde 2000. Assim, o número do primeiro semestre tem como tema “Cultura e Representações”e o do segundo semestre o tema “Campos de experiências e relações de força”.
Agora depois de nove anos, não é ainda uma adolescente, mas chegou à idade da perda da inocência e tem vencido, inclusive, a ameaça constante de ter vida efêmera. Além disso, quis ser vista também em outros espaços e com outra feição, figurando agora na rede de computadores com roupagem eletrônica e recebendo já visitas nesta página.

Prof. Dr. Valdeci Rezende Borges

 

Indexação da revista

Cadastrada junto aos seguintes portais e bases indexadoras:
Academic Journal Database: http://journaldatabase.org
Diadorin: http://diadorim.ibict.br/

DOAJ – Directory of Open Acess Journals: http://www.doaj.org
GeoDados: http://geodados.pg.utfpr.edu.br/

Latindex Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, El Caribe, España y Portugal: http://www.latindex.unam.mx/
Periódicos da Capes: http://www.periodicos.capes.gov.br/
Portal do SEER: http://seer.ibict.br/
Sumários de Revistas Brasileiras: www.sumarios.org

 

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO

NORMAS DA PUBLICAÇÃO

1. Informações gerais
- A OPSIS é uma publicação eletrônica que aceita trabalhos inéditos nacionais e internacionais em formato de artigos, ensaios, resenhas e traduções que podem ser tanto específicos a uma determinada disciplina, quanto interdisciplinares em sua metodologia, teorização e bibliografia;
- Serão aceitos apenas trabalhos de autoria de doutores/as.
- O processo de submissão de artigos é eletrônico por meio da página http://www.revistas.ufg.br/index.php/Opsis, onde os/as autores/as deverão se cadastrar na função “autor”, seguindo as orientações on-line do sistema SEER (passos um e dois da submissão – “Tutorial para autores”). Os dados de autoria serão retirados do sistema por isso é necessário que os/as autores/ras preencham com exatidão as seguintes informações: Nome completo dos/as autores/as, Filiação institucional, Endereço postal para correspondência, Telefone/Fax, e-mail, e uma breve descrição biográfica (máximo 05 linhas);
- Os artigos serão examinados por dois/duas pareceristas, sendo um/a pertencente ao Conselho Editorial e um/a consultor/a ad hoc. Em caso de um dos pareceres ser contrário à publicação, o artigo será encaminhado a um/a terceiro/a parecerista dentre os/as consultores/as ad hoc;
- A avaliação dar-se-á pelo processo de avaliação cega por pares, na qual os/as pareceristas não terão acesso ao nome dos/as autores/as;
- O nome dos/as autores/as não deverá aparecer no corpo do artigo, para garantir o anonimato no processo de avaliação.
2. Diagramação do conteúdo
- O título deverá vir em português, inglês e espanhol (em negrito e centralizado);
- O texto deve ser antecedido por resumos de 100 a 250 palavras em português, inglês e espanhol, utilizando fonte tipo Times New Roman 11, espaço simples. O conteúdo do Resumo deve respeitar as orientações da ABNT-NBR 6028/2011;
- Abaixo dos resumos deverão vir até cinco palavras-chave em português, inglês e espanhol, separadas por ponto e vírgula;
- Os artigos deverão ser digitados no Programa Word for Windows 6.0/7.0/XP/8.0 ou compatível e não devem ultrapassar 6 MB, fonte tipo Times New Roman 12, espaço 1.5 (excetuando-se as citações de mais de três linhas, notas de rodapé, referências, legendas das ilustrações e das tabelas, que devem ser digitados em espaço simples), sem espaçamento entre parágrafos, todas as margens em 3,0 (superior e esquerda) e 2,0 (inferior e direita), formato A4, contendo entre 15 a 20 páginas;
- As notas explicativas deverão ser mantidas o mínimo possível e serem colocadas ao pé da página;
- As citações deverão seguir a conforme NBR 10520/2011 Citações em documentos.
As citações deverão ser feitas no corpo do texto pelo sistema autor, data e página. Exemplo: (COSTA, 2005, p. 212);
- As citações acima de três linhas, deverão ser colocadas 4 cm à esquerda, tipo de letra 11, e vir acompanhadas da referência, como no exemplo acima;
- Ilustrações devem ser originais ou cópias nítidas passíveis de reprodução e, as fotografias, em branco e preto;
- No caso de inserção de imagens (fotos, gravuras, quadros, etc.), a responsabilidade pelo encaminhamento dos trâmites relativos aos direitos de reprodução será dos(as) autores(as) dos artigos e dos ensaios. A aprovação final do texto dependerá da resolução desses trâmites.
- Todas as citações, documentais e bibliográficas, do texto deverão ser elencadas nas “Referências bibliográficas”, em ordem alfabética, com dados completos de acordo com as normas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, cf. NBR 6023/2011. Ex:
• Livro: COSTA, Cristiane. Pena de Aluguel: escritores jornalistas no Brasil – 1904 a 2004. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.
• Capítulo: ALBERTI, Verena. Histórias dentro da História. In: PINSKY, C. B. (Org.) Fontes Históricas. 2ed. São Paulo: Contexto, 2006. p. 155- 202.
• Artigo de periódico: VECCHIONI, Roberto. Poesia e comunicação. OPSIS – Revista do Curso de História/UFG/CAC, Catalão, v. 7, n. 8, p. 203- 216, jan/jun. 2007.
- As normas tipográficas são de responsabilidade dos/as editores/as da OPSIS;
- As resenhas deverão ter título próprio que seja diferente do título do trabalho resenhado.
- As resenhas deverão obedecer às mesmas orientações de submissão e de formatação acima estabelecidas para os artigos
- As resenhas não devem ultrapassar quatro laudas e deverão respeitar os seguintes prazos de publicação das obras resenhadas: dois anos para publicações nacionais e traduções, e três anos para publicações internacionais;
- Os trabalhos submetidos à OPSIS deverão ser revisados por profissional da área antes de enviados para publicação e após alterações realizadas por sugestão do Conselho Editorial, caso houver.
3. Condições contratuais
- Trabalhos já publicados ou sob consideração em qualquer outro periódico ou livro no Brasil ou exterior não serão aceitos para publicação.
- A submissão do artigo à OPSIS implica na autorização para sua publicação;
- A OPSIS retém os direitos autorais das contribuições publicadas em suas páginas. Esses direitos abrangem a publicação da contribuição, em português, em qualquer parte do mundo, incluindo os direitos às renovações, expansões e disseminações da contribuição, bem como outros direitos subsidiários. Os/as autores/as têm permissão para a publicação da contribuição em outro meio, impresso ou digital, em português ou em tradução, desde que os devidos créditos sejam dados à OPSIS.
- A OPSIS é uma publicação eletrônica.
- A posteriori poderão ser feitas alterações nessas normas desde que o Conselho Editorial assim o decida no sentido de acrescentar ou alterar algum item.
- As dúvidas deverão ser encaminhadas para o e-mail: revistaopsis@yahoo.com.br

 

Responsabilidade pelos conteúdos publicados

Os conteúdos publicados são de inteira e exclusiva responsabilidade de seus/suas autores/as, ainda que reservado aos/as editores/as o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação n a OPSIS

 

Co-autoria

Os artigos submetidos, salvo casos excepcionais, devem conter autoria de, no máximo, 3 autores/as. A co-autoria implica em participação em todas as fases da produção (coleta e interpretação de dados, análise literária, redação e revisão etc.). Recomenda-se que o/a primeiro/a autor/a seja aquele/a com maior participação efetiva nas diferentes fases do trabalho. Caso considere pertinente, o Conselho Editorial poderá solicitar a justificativa de inclusão das co-autorias.

 

Endogenia

A cada edição será permitido a publicação de, no máximo, 20% de artigos de autores/as vinculados/as à UFG.

 

Publicações sucessivas de um/a mesmo/a autor/a

Não será permitido a publicação de artigos de um/a mesmo/a autor/a em números consecutivos.

 

Ficha Catalográfica

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)
(GPT/BSCAC/UFG)
O625
OPSIS: Dossiê América Latina no contexto da Guerra Fria/ Universidade Federal de Goiás, Campus Catalão, Departamento de História e Ciências Sociais. - v. 14. n. Especial (2014) -.- Catalão: Universidade Federal de Goiás, Regional Catalão, Unidade Acadêmica Especial de História e Ciências Sociais, 2014-
Semestral
Descrição baseada em: v. 13, n. 2, 2013.
Modo de acesso: http://www.revistas.ufg.br/index.php/opsis
ISSN: 1519-3276 (versão impressa)
ISSN: 2177-5648 (versão on-line)
1. História- periódicos. I. Universidade Federal de Goiás, Campus Catalão, Departamento de História e Ciências Sociais. II. Título.
CDU: 94(05)

 

Ética de publicação, plágio e fabricação de dados

O Conselho Editorial adota como prevenção sistemas de detecção de plágio , entretanto, se depois de publicado o artigo houver comprovação de plágio, imperícia, fraude, e ou fabricação de dados o mesmo será excluído do sistema.