POSSIBILIDADE DE LETRAMENTO EM LÍNGUAS INDÍGENAS. DOI: 10.5216/racs.v1i1.42997

Maria do Socorro Pimentel da Silva

Resumo


O objetivo deste texto é ampliar o debate sobre ‘letramento em línguas
indígenas’ e sua função sociocultural na vitalidade e manutenção
do patrimônio cultural e natural dos povos indígenas. E significa,
em primeira instância, entender a diferença entre os processos de
letramento em língua portuguesa e nas línguas indígenas. Nestas,
uma das reivindicações de uso da escrita é a de se constituir em um
espaço memorial para guardar o patrimônio cultural, a criatividade
dos povos indígenas, as riquezas das culturas e o conhecimento
tradicional indígena sobre a natureza. Em situação de perda acelerada
da língua materna indígena, a escrita tem funcionado como um
recurso de movimentação a favor da saúde das línguas na medida
em que aumenta a consciência linguística dos falantes do risco de
extinção desse bem cultural, que acontece, na maioria vezes, pela
falta de escolaridade nessas línguas.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5216/racs.v1i1.42997

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicado por: Núcleo Takinahakỹ de Fomação Superior Indígena – Universidade Federal de Goiás

Endereço: Núcleo Takinahakỹ de Formação Superior Indígena – Faculdade de Letras Universidade Federal de Goiás

Caixa Postal 131 – Campus II – 74001-970

Goiânia – GO (62) 3521-1866