A REALIZAÇÃO DO OBJETO DIRETO ANAFÓRICO NO PB E NO PE: RESULTADOS GERAIS DE UM ESTUDO

Niguelme Cardoso ARRUDA

Resumo


Neste artigo, são apresentados resultados de um estudo norteado pela perspectiva teórico-metodológica da Sociolinguística Variacionista, tendo como foco a investigação de um fenômeno linguístico de natureza sintática (a realização do objeto direto anafórico) no português brasileiro (PB) e no português europeu (PE). Os dados para análise foram obtidos de corpora organizados a partir de entrevistas veiculadas em programas de auditórios, permitindo, assim, a comparação entre as duas variedades linguísticas, posto que, de um lado, os falantes estariam expostos a situações semelhantes de uso da língua e, de outro, os dados pertenceriam a uma mesma sincronia. Os dados foram submetidos à análise estatística, cujas frequências foram obtidas a partir do programa GoldVarb X. Os resultados apontaram para uma alta frequência de objeto nulo nas variedades do português, fornecendo evidências de que, resguardadas as diferenças quantitativas, há semelhanças em relação aos contextos que favorecem a realização desse fenômeno linguístico.

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5216/lep.v20i2.45824



 

ISSN versão online 2358-1042



Indexações e Bases Bibliográficas

              


   


            

 

   


Associada à ABEC

 

 

 

Creative Commons LicenseEsta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br