AS CONCEPÇÕES DE LINGUA(GEM) E SUA CONTRIBUIÇÃO NO ESTUDO DAS FRASEOLOGIAS DA LÍNGUA AFRICANA TEWE

Zacarias Alberto S. QUIRAQUE

Resumo


O presente artigo objetiva apresentar breves considerações sobre as concepções de linguagem desde a Antiguidade até a linguística moderna (SAUSSURE, 1916), e mostrar a importância das suas contribuições para os estudos das fraseologias, em particular dos provérbios da língua africana tewe. Ademais, será nosso propósito demonstrar o quão estes estudos contribuíram substancialmente para os estudos das fraseologias, por estas constituírem um repositório e riqueza da cultura de um povo. Através do método de revisão bibliográfica e introspetivo, concluímos que apesar de os estudos de linguagem na Antiguidade permaneceram como objeto de especulação e não de observação, isto é, não houve preocupação em estudar e descrever a linguagem por ela mesma, nem em verificar se as categorias fundadas em gramática grega ou latina tinham validade geral (BENVENISTE, 1995), já era notório o interesse, por alguns linguistas, no estudo das unidades fraseológicas, que trazem consigo o conhecimento, mito, as crenças, costumes, comparações e similitudes etc. de cada comunidade linguística.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5216/lep.v20i2.45811



 

ISSN versão online 2358-1042



Indexações e Bases Bibliográficas

              


   


            

 

   


Associada à ABEC

 

 

 

Creative Commons LicenseEsta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br