Conteúdos representacionais da violência doméstica contra a mulher entre discentes de enfermagem

Camila Daiane Silva, Vera Lúcia de Oliveira Gomes, Adriana Dora da Fonseca, Ceres Braga Arejano, Giovana Calcagno Gomes

Resumo


Objetivou-se analisar os conteúdos representacionais da violência doméstica contra mulher entre discentes de enfermagem. Pesquisa qualitativa, fundamentada na Teoria das Representações Sociais. Coletaram-se os dados, entre agosto e novembro/2014, por entrevistas semiestruturada, analisadas por software. Participaram 33 discentes, 16 das séries iniciais e 17 das finais. Identificou-se duas categorias: conteúdos representacionais adquiridos no período pré-universitário e universitário. As séries iniciais elencaram o ensino médio, casos ocorridos com familiares e colegas. Entre as séries finais, o conhecimento foi adquirido durante semanas acadêmicas, grupos de pesquisa, atividades práticas e estágios. O conhecimento do senso comum é constante, principalmente, entre as discentes das séries iniciais e o reificado, entre as das séries finais. As ações do futuro cotidiano profissional podem ser pautadas nas vivências pessoais, no conhecimento do senso comum, reificado e no saber prático gerado durante a graduação. Destaca-se o impacto na formação para prestar assistência a mulheres/pessoas em situação de violência.

Palavras-chave


Violência Doméstica; Violência contra a Mulher; Estudantes de Enfermagem; Prática Profissional

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v18.40689

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Logotipo do Ibict